Ministério Público abre curso de graça sobre criptomoedas, blockchain e pirâmides financeiras

LinkedIn

A tecnologia blockchain e o mercado de criptomoedas serão abordados em um novo curso de aperfeiçoamento oferecido pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU). Com duração de quatro dias e aulas completamente online, a formação é gratuita e voltada somente para servidores públicos.

Sendo assim, as inscrições podem ser realizadas pela internet entre os dias 23 de novembro até o dia 2 de dezembro de 2020, de acordo com o cronograma do curso “Criptoativos e Blockchain para o MPU”.

Além de criptomoedas e blockchain, a formação apresentará dados sobre a atuação de pirâmides financeiras no Brasil e como a Justiça tem agido em relação a esse tipo de prática criminosa.

Promovido pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), no total serão oferecidas 260 vagas para o curso gratuito. Além de servidores públicos do MPU, membros de outros órgãos podem se inscrever para a formação sobre blockchain e criptomoedas.

Curso sobre blockchain e criptomoedas

Os interessados em aprender sobre o mercado de criptomoedas e tecnologia blockchain podem se inscrever para o curso da ESMPU até as 12h da próxima quarta-feira (2).

Com carga horária total de oito horas, a formação “Criptoativos e Blockchain para o MPU” acontecerá nos dias 7,9,10 e 11 de dezembro de 2020. Durante os dias do curso os alunos devem participar de atividades online entre as 14h e 16h, segundo o ESMPU.

Organizado pelo orientador pedagógico Alexandre Senra, o curso de aperfeiçoamento tem como objetivo capacitar os participantes sobre o mercado de criptomoedas e até crimes financeiros, conhecidos como pirâmides financeiras.

“Ao final do treinamento, os participantes deverão ser capazes de lidar com situações práticas que envolvem criptoativos e blockchain sem a barreira do desconhecimento tecnológico, tais como pirâmides financeiras, busca, apreensão, penhora, depósito e alienação de criptoativos.”

Quem pode participar

Dessa vez o curso “Criptoativos e Blockchain para o MPU” será voltado para apenas servidores públicos. Ou seja, para participar da seleção será preciso fazer parte de algum ministério.

Portanto, somente para servidores do MPU ministério Público Federal (MPF) serão oferecidas 109 vagas, do total de 260. Enquanto isso, quem trabalha no Ministério Público do Trabalho (MPT) pode tentar uma das 99 vagas para a formação sobre blockchain, criptomoedas e pirâmides financeiras.

Por fim, ainda há oportunidades para servidores do Ministério Público Militar (MPM), que possui 15 vagas para a formação. As demais vagas são distribuídas para o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MDFT), o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e para a Escolha do Ministério Público da União (ESMPU).

Outras oportunidades

Embora o curso “Criptoativos e Blockchain para o MPU” seja exclusivamente voltado para servidores públicos, existem outras formações de graça sobre blockchain e criptomoedas no mercado.

Quem quiser aprender um pouco sobre a tecnologia blockchain pode acompanhar o evento “Jornada Blockchain para Negócios”.

Promovido pela Microsoft e a R3, o evento terá três episódios e abordará como a tecnologia blockchain pode impactar negócios dentro e fora do mercado de criptomoedas.

Por outro lado, o Santander oferece bolsas de estudo para quem quer conhecer melhor a tecnologia blockchain. Nesse caso, o banco espanhol firmou uma parceria com o MIT e pretende entregar 400 bolsas para estudantes de vários, países, inclusive do Brasil.

Deixe um comentário