Boa Vista fecha aquisição da Acordo Certo por R$ 137,6 milhões

LinkedIn

A Boa Vista Serviços acertou a compra da Acordo Certo por R$ 137,6 milhões. A companhia pagará inicialmente R$ 37 milhões pela aquisição das ações. O contrato também prevê investimentos para fomentar atividades e pagamento de preço de compra complementar após 2 anos em valor mínimo de R$ 100,6 milhões.

Segundo a Boa Vista (BOV:BOAS3), a Acordo Certo conecta credores com débitos vencidos com seus consumidores. A plataforma reúne dívidas de 57,8 milhões de indivíduos representando mais de R$ 188 bilhões disponíveis para negociação, com 13,4 milhões de usuários cadastrados.

“Esta aquisição está alinhada à estratégia da companhia de ampliar a oferta de produtos e soluções aos clientes e aos consumidores, fortalecer sua posição de liderança em soluções analíticas, reafirmar sua estratégia de transformação digital e criar valor através do uso da marca e da força de vendas assim como monetização da sua base de clientes e consumidores”, diz trecho do comunicado.

A Acordo Certo apresentou receita líquida de R$ 8,8 milhões no terceiro trimestre, crescimento de 155% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Prejuízo líquido de R$ 28,9 milhões

A oferta pública inicial de ações da Boa Vista no terceiro trimestre de 2020 contribuiu para que a empresa registrasse prejuízo líquido de R$ 28,9 milhões no terceiro trimestre de 2020. Com a abertura de capital na B3, esses derivativos resultaram em uma obrigação no valor de R$ 45,9 milhões. Trata-se de um evento não recorrente e que, portanto, não teve efeito sobre o caixa.

A receita líquida recuou 8,4%, na comparação com o mesmo trimestre de 2019, e somou R$ 155,1 milhões. No acumulado do ano, a receita líquida atingiu R$ 458,04 milhões, queda de 5,6% em relação ao mesmo período de 2019.

 

Deixe um comentário