Dólar começa a semana em alta de 0,76%

LinkedIn

O dólar começou a semana em firme alta ante o real, mas chegou ao fim do pregão desta segunda-feira tomando distância das máximas de mais cedo, conforme a moeda norte-americana passou a perder fôlego no exterior e os mercados em Wall Street esboçavam alguma reação.

O dólar à vista subiu 0,76%, a 5,1232 reais, depois de saltar 2,78%, a 5,226 reais, na máxima alcançada na primeira hora de negócios.

No exterior, o índice do dólar caía 0,27%, revertendo alta de 0,82% de mais cedo. O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York subia 0,20%, depois de cair 1,4% na mínima do pregão.

Os mercados reagiram mal a notícias sobre nova cepa mais contagiosa do coronavírus e seus efeitos iniciais, como novo lockdown no Reino Unido e suspensão por alguns países de voos vindos de território britânico. Mas analistas seguem mirando o avanço de vacinas, além de resultados de testes de estresse no setor bancário conduzidos pelo Federal Reserve.

Além disso, o Banco Central continua a injetar dólares novos no sistema. Nesta segunda, o BC vendeu todos os 16 mil contratos de swap cambial ofertados, o mesmo que 800 milhões de dólares.

O Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês) calcula que o desalinhamento negativo do real é o maior entre as principais divisas emergentes. O IIF vê taxa “justa” de 4,50 reais, indicando que a moeda brasileira está 12,2% abaixo desse patamar, em termos nominais.

Fonte Reuters 

Deixe um comentário