Qualicorp objetiva encerrar relações societárias com fundador da empresa, José Seripieri

LinkedIn

A Qualicorp celebrou um instrumento de transação com José Seripieri Filho e entidades por ele controladas. O objetivo da companhia é encerrar as relações societárias com Seripieri, que foi fundador da empresa.

O comunicado foi feito pela administradora de planos de saúde (BOV:QUAL3) nesta quarta-feira. De acordo com o Credit Suisse, a notícia é positiva em termos de governança positiva.

Houve a extensão por mais 2 anos da obrigação de Seripieri não competição com a Qualicorp.

Outro objetivo do acordo foi concluir o procedimento arbitral atualmente em curso relativo ao preço de aquisição das quotas da Qsaúde Operadora de Plano de Saúde.

Leia a seguir a íntegra do fato relevante da Qualicorp:

“Qualicorp Consultoria e Corretora de Seguros S.A., companhia aberta, com sede na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Rua Dr. Plínio Barreto, n° 365, parte, Bela Vista, CEP 01313- 020 (“Companhia” ou “Qualicorp”), comunica ao mercado que, nesta data, a Companhia celebrou um instrumento de transação com o Sr. José Seripieri Filho e entidades por ele controladas (“Instrumento de Transação”) tendo por objetivos:

(a) encerrar as relações societárias do Sr. José Seripieri Filho com a Companhia, inclusive com a extensão, por mais 2 (dois) anos, de sua obrigação de não competição com a Qualicorp e (b) concluir o procedimento arbitral atualmente em curso relativo ao preço de aquisição das quotas da Qsaúde Operadora de Plano de Saúde Ltda. (“Qsaúde”), originalmente contratada em 13 de janeiro de 2020.

Dessa forma, por meio do Instrumento de Transação:

i) foi acordada a extensão, por mais 2 (dois) anos, até 28 de setembro de 2026, da obrigação de não competição assumida pelo Sr. José Seripieri Filho no Contrato de Assunção de Obrigação de Não Alienação de Ações e Não Competição de Negócios celebrado em 28 de setembro de 2018 e seu aditamento celebrado em 24 de abril de 2020 (em conjunto “Contrato de Não Competição”);

ii) o Sr. José Seripieri Filho e suas controladas, diretas e indiretas, obrigaram-se a alienar sua participação societária na Qualicorp, bem como a não adquirir novas ações de sua emissão pelo prazo de 10 (dez) anos;

iii) como contrapartida pela extensão do prazo da obrigação de não competição e como forma de viabilizar a execução da obrigação de alienar sua participação societária, o Sr. José Seripieri Filho foi dispensado da obrigação, também prevista no Contrato de Não Competição, de manter sob sua titularidade a quantidade de ações de emissão da Companhia prevista no Contrato de Não Competição;

iv) será encerrado o procedimento arbitral em que se discutia o preço de aquisição das quotas da Qsaúde, que foi fixado em R$51.083.034,29 (cinquenta e um milhões, oitenta e três mil, trinta e quatro reais e vinte e nove centavos) e será pago em 120 (cento e vinte) parcelas mensais, corrigidas pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA;

v) foi distratado o Contrato de Parceria Comercial e Outras Avenças celebrado em 24 de abril de 2020 entre Qualicorp e a Qsaúde, sem quaisquer obrigações ou ônus adicionais para qualquer das partes.”

VISÃO DE MERCADO

Bradesco BBI

O Bradesco BBI também destaca que o acordo com Seripieri Filho, também conhecido como Júnior, vem para liquidar o restante das ações que ele tinha, que era cerca de 2% da participação acionária, e definir novos períodos de vedação de concorrência.  “Assim, vemos esse acordo como positivo para a Qualicorp, pois retira possíveis impactos que ainda poderiam existir pelo fato de Junior ainda deter um percentual da empresa e também remove riscos de possíveis competições entre Junior e Qualicorp no longo prazo.

Bradesco BBI mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 39,00…

 

Credit Suisse

O Credit Suisse avalia que a saída do executivo da empresa é positiva do ponto de vista da governança corporativa, mas destaca que a Qualicorp não informou o prazo para que ele se desfaça de suas ações.

Lucro líquido de R$ 130,9 milhões com ressalvas da PwC

Qualicorp divulgou lucro líquido de R$ 130,9 milhões no terceiro trimestre de 2020, uma alta de 18,1% sobre o lucro líquido de R$ 110,8 milhões obtido no mesmo trimestre de 2019. Segundo o balanço da empresa, a alta se deve ao melhor desempenho operacional e à menor alíquota efetiva de Imposto de Renda/CSLL, que passou de 39% para 34%.

A empresa destacou que o terceiro trimestre foi “atípico” devido à suspensão do reajuste anual de preços, definida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em agosto deste ano.

 

Deixe um comentário