Vale conclui último desembarque de cargas transportadas em navios convertidos

LinkedIn

A mineradora Vale informou que concluiu durante o domingo na China o que foi o último desembarque de cargas transportadas em navios convertidos, após uma decisão anterior de abandonar o uso dessas embarcações.

O comunicado foi feito pela mineradora (BOV:VALE3) nesta segunda-feira (14).

Esses navios, resultado da conversão de grandes navios-tanques de transporte de petróleo (VLCCs) casco simples para VLOCs, de carregamento de minério de ferro, foram todos eliminados ou substituídos nas operações da companhia, “seja pela rescisão antecipada ou por alteração de contratos”, explicou a empresa em comunicado.

A mudança veio após uma nova abordagem de gestão de risco da Vale em janeiro de 2020, acrescentou a mineradora.

A Vale disse ainda que preserva sua competitividade em frete “por meio de contratos de longo prazo com armadores para o uso de embarcações mais eficientes e modernas, como o Valemax e o Guaibamax”.

Lucro líquido de US$ 2,9 bilhões, alta de 75%

A Vale fechou o terceiro trimestre com lucro líquido de US$ 2,908 bilhões, uma alta de 75,8% na comparação com o ganho de US$ 1,654 bilhão em igual período do ano passado.

O Ebitda ajustado – lucro antes de antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de US$ 6,095 bilhões, 32,4% a mais que os US$ 4,603 bilhões do terceiro trimestre do ano passado. O forte Ebitda levou a companhia a ter um Fluxo de Caixa Livre de US$ 3,751 bilhões no trimestre.

Deixe um comentário