Ações do Banco do Brasil caem 4,94% com rumores da saída do CEO André Brandão

LinkedIn

As ações do Banco do Brasil  fecharam em queda de 4,94% a R$ 37,55 com rumores da saída do presidente André Brandão do comando da empresa.

O comunicado foi divulgado pela empresa (BOV:BBAS3) nesta quarta-feira (13).

Nomeado pelo presidente da República Jair Bolsonaro em setembro de 2020, CEO André Brandão pode deixar o cargo e ser remanejado para outra função no governo federal.

Brandão não seria exonerado, mas alocado para outra função estratégica.

Segundo informações da Arko Advice, Guedes ainda tenta segurar André no cargo. O presidente Bolsonaro já estaria decidido a demitir André Brandão, mas o ministério da Economia e o Banco Central ainda tentam mantê-lo no cargo.

O BB ainda não se manifestou oficialmente sobre a informação.

→ O Banco do Brasil é uma instituição financeira brasileira cujo Governo Federal detém participação. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Lucro líquido contábil fica em R$ 3,085 bilhões,  no 3T20

Na temporada de divulgação de balanços, agora foi a vez do Banco do Brasil revelar seus números. No acumulado do terceiro trimestre deste ano, ele obteve um lucro líquido contábil de R$ 3,085 bilhões. Esse resultado é uma queda de 27,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando obteve lucro de R$ 4,256 bilhões. No comparativo com o 2T20, o lucro também retraiu, ficando 3,9% menor.

Já o lucro líquido ajustado, que exclui itens extraordinários, ficou em R$ 3,482 bilhões no 3T20, queda de 23,3% quando comparado ao mesmo período de 2019 e alta de 5,2% sobre o 2T20. No acumulado do ano, o lucro líquido soma R$ 9,498 bilhões, queda de 23,8% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado.

Deixe um comentário