Apple divulga balanço do 1T21 registrando receita de US$ 111,44 bilhões

LinkedIn

A Apple (NASDAQ:AAPL) apresentou seu maior trimestre em receita de todos os tempos na quarta-feira (27), com US$ 111,4 bilhões em seu relatório de lucros do primeiro trimestre para o ano fiscal de 2021. É a primeira vez que a Apple ultrapassa a marca simbólica de US$ 100 bilhões em um único trimestre, e as vendas aumentam 21% ano a ano.

Os resultados da Apple no trimestre encerrado em dezembro não foram impulsionados apenas pelas vendas do iPhone 5G. As vendas para cada categoria de produto aumentaram em pontos percentuais de dois dígitos. O lucro por ação e as vendas da Apple superaram com folga as expectativas de Wall Street.

Resultados da Apple versus as estimativas do Refinitiv de consenso:

  • EPS (Lucro por ação): US$ 1,68 contra US$ 1,41 estimado
  • Receita: US$ 111,44 bilhões contra US$ 103,28 bilhões estimados, um aumento de 21% ano a ano
  • Receita do iPhone: US$ 65,60 bilhões contra US$ 59,80 bilhões estimados, um aumento de 17% ano a ano
  • Receita de serviços: US$ 15,76 bilhões contra US$ 14,80 bilhões estimados, um aumento de 24% ano a ano
  • Receita de outros produtos: US$ 12,97 bilhões contra US$ 11,96 bilhões estimados, um aumento de 29% ano a ano
  • Receita do Mac: US$ 8,68 bilhões contra US$ 8,69 bilhões estimados, um aumento de 21% ano a ano
  • Receita do iPad: US$ 8,44 bilhões contra US$ 7,46 bilhões estimados, um aumento de 41% ano a ano
  • Margem bruta: 39,8% contra 38,0% estimados

O CEO da Apple, Tim Cook, disse que os resultados poderiam ter sido ainda melhores se não fosse a pandemia da Covid-19 e os lockdowns que forçaram a Apple a fechar temporariamente algumas lojas da Apple ao redor do mundo.

A Apple não forneceu orientação oficial para o próximo trimestre e também não ofereceu aos investidores previsões desde o início da pandemia.

Mas mesmo a falta de orientação não diminuiu o que foi um trimestre arrebentador para a fabricante do iPhone. A Apple se beneficiou durante a pandemia com o aumento das vendas de PCs e gadgets, já que as pessoas que estão trabalhando ou indo para a escola em casa devido aos bloqueios procuram atualizar os dispositivos que usam.

A Apple lançou novos modelos de iPhone em outubro. Os quatro modelos do iPhone 12 são os primeiros a incluir o 5G, que os investidores acreditam que pode levar a um “superciclo” de usuários clamando por um upgrade.

A receita do iPhone aumentou 17% em relação ao mesmo período do ano passado.

A categoria de outros produtos da Apple, que inclui Apple Watch e fones de ouvido como AirPods e Beats, cresceu 29% em relação ao ano passado, para US$ 12,97 bilhões, mesmo com as pessoas gastando menos tempo se deslocando e viajando. A Apple lançou um conjunto de fones de ouvido de última geração, AirPods Pro Max, em dezembro, com um preço sugerido de US$ 549.

Macs e iPads, os dispositivos da Apple com maior probabilidade de serem usados ​​para trabalho e escola remotos, também tiveram alta neste trimestre. A Apple lançou novos computadores Mac movidos por seus próprios chips em vez de processadores Intel em dezembro, com críticas positivas que disseram que eles eram superiores em termos de energia e duração da bateria aos modelos antigos.

O negócio de serviços da Apple, que a empresa destacou como um motor de crescimento, cresceu 24% ano a ano para US$ 15,76 bilhões. Essa categoria de produto é abrangente: inclui o dinheiro que a Apple ganha com a App Store, assinaturas de conteúdo digital como Apple Music ou Apple TV +, taxas de licenciamento pagas pelo Google para ser o mecanismo de busca padrão do iPhone e garantias.

A Apple destacou em seu comunicado que as vendas internacionais representaram 64% das vendas da empresa, ante 61% no mesmo trimestre do ano passado. Como os novos modelos de iPhone se saem na China, o terceiro maior mercado da empresa, é um tópico constante de discussão entre os investidores.

A Apple também declarou um dividendo em dinheiro de US$ 0,205 centavos por ação e disse que gastou mais de US$ 30 bilhões no retorno total para os acionistas, que inclui recompra de ações, durante o trimestre.

O primeiro trimestre fiscal da Apple é normalmente o maior do ano e inclui vendas críticas de fim de ano durante o mês de dezembro.

As ações da Apple caíram até -1,0% após o fechamento do pregão de quarta-feira.

CapturadeTela2021-01-27às20.01.15Gráfico candle 3 meses (diário) da AAPL – br.advfn.com

A Apple também é negociada na B3 através da BDR (BOV:AAPL34).

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters
Imagem: Gabrielle Lurie / AFP/ Getty Images

Deixe um comentário