Petróleo fecha em queda após aumento inesperado no estoque dos EUA

LinkedIn

Os preços do petróleo caíram nesta quinta-feira, depois que os dados da indústria mostraram um aumento surpreendente nos estoques de petróleo dos EUA, que reanimou as preocupações com a demanda de combustível relacionada à pandemia, enquanto o estímulo dos EUA espera impulsionar os preços.

O petróleo tipo Brent para março fechou estável +0,04%, para US$ 56,10 o barril; e o WTI para março recuou 0,34%, cotado a US$ 53,13 o barril.

Ambas as referências aumentaram nos últimos dois dias devido às expectativas de gastos maciços de alívio do COVID-19 sob o novo presidente dos EUA, Joe Biden.

Na quarta-feira, dados da indústria mostraram que os estoques de petróleo bruto dos EUA aumentaram 2,6 milhões de barris na semana passada, em comparação com as previsões dos analistas em uma pesquisa da Reuters de um empate de 1,2 milhão de barris.

Os dados oficiais do inventário foram atrasados ​​dois dias até sexta-feira devido ao feriado de Martin Luther King Jr. e ao dia de posse.

Entre suas primeiras ações como presidente, Joe Biden anunciou o retorno da América ao acordo climático de Paris para combater as mudanças climáticas e revogou a licença do projeto do oleoduto Keystone XL do Canadá.

O governo também está empenhado em encerrar novos arrendamentos de petróleo e gás em terras federais.

Os mercados também seguirão os esforços dos EUA para fortalecer as restrições nucleares ao produtor de petróleo Irã por meio da diplomacia. Isso levantará a questão nas primeiras negociações com parceiros e aliados estrangeiros, disse a Casa Branca.

Deixe um comentário