Procon quer saber como serão garantidos os direitos dos proprietários de veículos da Ford

LinkedIn

O fechamento das fábricas da Ford no Brasil ganhou mais um desdobramento. O Procon-SP quer saber como serão garantidos os direitos dos proprietários de veículos da marca.

O comunicado foi feito nesta quarta-feira (13).

O órgão de defesa do consumidor disse, em nota oficial, que notificou a montadora para que explique como irá garantir que os direitos previstos no Código de Defesa do Consumidor sejam cumpridos. A empresa tem prazo de 48 horas para responder à entidade.

O Procon-SP quer saber como será feito o atendimento aos proprietários cujos veículos estão dentro do prazo de garantia; por quanto tempo e, de que forma, serão disponibilizadas as peças de reposição para os veículos que estão fora da garantia; e se o encerramento das atividades das fábricas causará impacto no prazo de entrega dos veículos novos comprados recentemente.

Além disso, diz o órgão na nota, a montadora deverá explicar se haverá algum ônus para os compradores de veículos novos que, em função do anúncio de encerramento, desistirem da compra e também se haverá alteração na política de preços ou condições de compra para veículos comercializados recentemente e ainda não entregues.

Foi solicitado ainda que a Ford informe sobre quais canais de atendimento serão oferecidos aos consumidores.

Vale destacar que a montadora, na tentativa de tranquilizar os seus clientes, publicou uma lista com perguntas e respostas em seu site. A lista com 10 perguntas e respostas mostra como ficará a assistência técnica e como fazer para desistir da compra, por exemplo.

(Fonte Estadão Conteúdo)

Deixe um comentário