Airbnb relata perda de US$ 3,89 bilhões no primeiro relatório trimestral desde o IPO

LinkedIn

As ações do Airbnb (NASDAQ:ABNB) caíram -7,6% nas negociações após o pregão na quinta-feira (25), já que a empresa registrou perdas crescentes e um declínio na receita e nas reservas no balanço do quarto trimestre.

O Airbnb também é negociado na B3 através da BDR (BOV:AIRB34).

Resultados:

  • Receita:  US$ 859 milhões contra US$ 748 milhões previstos pela Refinitiv
  • Prejuízo por ação: US$ 11,24

Não se compara os lucros relatados com as estimativas de Wall Street para o primeiro relatório de uma empresa como uma empresa pública, já que contagens incertas de ações podem distorcer as expectativas.

A empresa registrou prejuízo líquido de US$ 3,89 bilhões no quarto trimestre. Isso foi 1.005% abaixo de uma perda de US$ 352 milhões no ano anterior. O Airbnb atribuiu grande parte da perda aos encargos relacionados à oferta pública inicial da empresa em dezembro.

A receita caiu para US$ 859 milhões, queda de 22% ano a ano de US$ 1,11 bilhão. A receita do quarto trimestre também caiu quase 36%, ante US$ 1,34 bilhão no terceiro trimestre.

Chesky observou que a empresa não tem planos de gastar tanto em marketing quanto antes da pandemia.

“O que a pandemia mostrou é que podemos levar o marketing a zero e ainda ter 95% do mesmo tráfego do ano anterior”, disse Chesky. “Não vamos esquecer essa lição.”

A empresa também anunciou que espera que o declínio ano a ano na receita do primeiro trimestre seja menor do que o declínio que a empresa viu no quarto trimestre. A Airbnb disse que antecipa que as comparações ano a ano para o valor bruto de reserva e noites e experiências reservadas no primeiro trimestre serão maiores do que as do ano anterior, mas menores do que no primeiro trimestre de 2019.

A empresa disse que continua “tendo visibilidade limitada para as tendências de crescimento em 2021, dada a dificuldade em determinar o ritmo de lançamento de vacinas e o impacto relacionado na vontade de viajar”.

O Airbnb contabilizou 46,3 milhões de noites e experiências reservadas no quarto trimestre, uma queda de 39% ano após ano. Esse número caiu 25% em relação aos 61,8 milhões de noites e experiências reservadas no terceiro trimestre.

O valor bruto das reservas foi de US$ 5,9 bilhões, queda de 31% ano a ano. O valor bruto das reservas também caiu mais de 26%, de US$ 8 bilhões no terceiro trimestre.

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters

Deixe um comentário