Anglo-suiça Glencore fica com 25% de toda oferta da CSN Mineração

LinkedIn

Segundo o site da Exame, a Glencore abocanhou 25% de toda a oferta e ficou com uma participação de 3% na CSN Mineração.

A gigante anglo-suíça, que opera trading e mineradoras, investiu  US$ 250 milhões para ficar com uma fatia da empresa, o equivalente a R$ 1,34 bilhão.

De acordo com especialistas do mercado, a tendência é que as duas empresas caminhem para uma parceria para atender a China, maior mercado consumidor de minério de ferro do mundo.

“Existe uma expectativa de as empresas fazerem uma parceria para misturar minério”, disse uma fonte ouvida pelo jornal. O racional seria misturar o minério de alta qualidade produzido na mina de Casa de Pedra com um minério de qualidade inferior para entrega na China.

A ação deve estrear na B3 na próxima quinta-feira, 18. O ticker será (BOV:CMIN3).

O IPO da CSN Mineração somou R$ 5,2 bilhões. O IPO saiu no piso da faixa indicativa de preço a R$ 8,50 por ação, conforme divulgado na última sexta, 12. Vale lembrar que a faixa indicativa ia  até R$ 11,35.

Dessa forma, a CSN Mineração é avaliada, levando em consideração o valor de mercado, em R$ 47,5 bilhões.

A mineradora é a dona da mina Casa de Pedra, ativos de minério e detém mais uma participação de 18% na ferrovia MRS (MRSA3B).

Com a quantia levantada, a companhia pretende investir principalmente em projetos como Itabirito P15 e de recuperação de rejeitos de barragem Pires e Casa de Pedra, sua principal mina, localizada em Congonhas (MG).

Agentes do mercado se dividem na hora de avaliar a CSN Mineração frente ao dilema entre fundamentos e estratégias de curto prazo. Alguns analistas observam que o preço pode estar alto se comparado ao de outras companhias do setor, com a Vale (VALE). É importante frisar que a Vale agora terá uma concorrente nacional de peso, afinal o minério de ferro também é seu principal produto.

Outros destacam que a CSN Mineração estreia em meio a um superciclo de alta do minério de ferro, puxado principalmente pela demanda chinesa, algo que não se via há vários anos. Isso pode impactar positivamente o papel.

A maioria dos analistas não gostou das projeções de crescimento da empresa, que foram consideradas “exageradas”. O valuation elevado (que reúne vários indicadores sobre os fundamentos) também foi visto com reservas quando comparado a seus pares no setor.

Qual impacto na CSN?

Segundo analistas do mercado, a oferta pública inicial da CSN Mineração é importante para a CSN (CSNA3) principalmente porque alivia seu endividamento. O empresário Benjamin Steinbruch, o controlador da siderúrgica, planeja usar os recursos para reduzir o endividamento consolidado da CSN.

Deixe um comentário