Br Distribuidora assina contrato de venda de sua participação acionária em termelétricas por R$ 50 milhões

LinkedIn

A BR Distribuidora realizou a assinatura de contrato para vender a totalidade de sua participação acionária nas empresas Pecém Energia e Energética Camaçari Muricy II para a CH4 Energia.

O comunicado foi enviado ao mercado pela empresa (BOV:BRDT3),  nesta sexta-feira (05).

O valor total da venda da participação da BR será de R$ 50 milhões.

“A transação foi aprovada pelo Conselho de Administração da BR, mas seu fechamento ocorrerá em momento oportuno, após o atendimento de determinadas condições precedentes estabelecidas no contrato, usuais a operações desta natureza”, explicou a BR.

Segundo a distribuidora, não houve necessidade de submissão da transação ao CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

“Esta decisão está alinhada à nossa iniciativa de Gestão de Portfólio que busca garantir o foco da companhia e a maximização da criação de valor para os acionistas”, afirmou.

As sociedades Pecém e Muricy, ainda em fase pré-operacional, são responsáveis pela implantação, no estado da Bahia, das UTEs Pecém II e Muricy II, termelétricas bicombustivel (óleo diesel e gás natural).

→ A BR Distribuidora é uma subsidiária da Petrobras. Fundada em 1971 e sediada no Rio de Janeiro, atua principalmente no segmento de distribuição e comercialização de combustíveis derivados de petróleo, como óleo diesel, gasolina, QAV (querosene de aviação); biocombustíveis, como o etanol e o biodiesel; além de lubrificantes, emulsões asfálticas e produtos químicos. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Lucro líquido registra R$ 335 milhões

A subsidiária da Petrobras teve um lucro líquido de R$ 335 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 74,9% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. Já no comparativo com o 2T20, houve aumento de 78,2%. O resultado, segundo a empresa, demonstra a recuperação após a crise causada pela pandemia.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da empresa somou R$ 834 milhões, alta de 1,8% na comparação anual e de 2,2% sobre o segundo trimestre de 2020.

Deixe um comentário