Confira os Indicadores Econômicos desta quinta-feira (18/02/2021)

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos desta quinta-feira (18/02/2021), em destaque o número de norte-americanos que entraram com os primeiros pedidos de seguro-desemprego aumentou inesperadamente na semana passada.

Brasil

Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 2,29% no segundo decêndio de fevereiro, ante 2,37% no mesmo período do mês anterior. Com este resultado, a taxa acumulada em 12 meses passou de 25,46% para 28,64%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) variou 2,98% no segundo decêndio de fevereiro, ante 3,08% no segundo decêndio de janeiro. Na análise por estágios de processamento, os preços dos Bens Finais passaram de 0,97% em janeiro para 0,66% em fevereiro. A maior contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 0,46% para -1,78%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) variou 0,29% no segundo decêndio de fevereiro, contra 0,42% no mesmo período de coleta de janeiro. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo Alimentação (1,32% para 0,11%). Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item frutas, cuja taxa passou de 6,21% para -0,46%.

IPC-S de 15 de fevereiro de 2021 variou 0,35%, com este resultado, o indicador passou a acumular alta de 0,62% no ano e 5,22% nos últimos 12 meses.

Nesta apuração, cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Alimentação (1,02% para 0,57%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 4,80% para 1,43%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,55% na segunda quadrissemana de fevereiro, desacelerando frente ao acréscimo de 0,78% verificado na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados nesta quinta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na segunda leitura de fevereiro, cinco dos sete componentes do IPC-Fipe perderam força: Habitação (de 0,76% na primeira quadrissemana para 0,34% na segunda quadrissemana), Alimentação (de 1,11% para 0,60%), Saúde (de 2,17% para 1,95%), Vestuário (de 0,93% para 0,72%) e Educação (de 1,70% para 1,58%).

Estados Unidos

O número de norte-americanos que entraram com os primeiros pedidos de seguro-desemprego aumentou inesperadamente na semana passada. Isso porque o mercado de trabalho vem se recuperando de maneira constante, à medida que estímulos fiscais adicionais e casos de COVID-19 em queda permitem que mais empresas de serviços reabram.

Os pedidos iniciais de subsídio de desemprego totalizaram 861.000 na semana encerrada em 13 de fevereiro, em comparação com os 848.000 na semana anterior, conforme dados do Departamento do Trabalho apresentados nesta quinta-feira.

Os preços de importação dos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em janeiro, devido à alta dos preços dos produtos energéticos e à desvalorização do dólar, sustentando as expectativas de aceleração da inflação nos próximos meses.

O Departamento do Trabalho disse nesta quinta-feira que os preços de importação saltaram 1,4% no mês passado, o maior ganho desde março de 2012, após alta de 1,0% em dezembro.

A inflação está sendo observada de perto em meio a preocupações de alguns trimestres de que o plano de recuperação de COVDO-19 proposto pelo presidente Joe Biden, de US$ 1,9 trilhão, poderia causar superaquecimento na economia. Mas a inflação deve ser puxada pelo mercado de trabalho, que está experimentando uma folga considerada.

Os estoques de petróleo nos Estados Unidos recuaram 7,257 milhões de barris na semana encerrada no dia 12 deste mês, a 461.757 milhões de barris, informou nesta quinta-feira, 18, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês). Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam queda menor, de 2,0 milhões de barris.

Já os estoques de gasolina aumentaram 672 mil barris, a 257,084 milhões de barris, ante expectativa de avanço de 1,2 milhão de barris. Os estoques de destilados tiveram queda de 3,422 milhões de barris, a 157,684 milhões de barris, quando a previsão era de baixa de 1,6 milhão de barris.

As construções de moradias iniciadas nos Estados Unidos caíram 0,6% em janeiro ante dezembro, para a taxa anual sazonalmente ajustada de 1,580 milhão de unidades, divulgou nesta quinta-feira, 18, o Departamento do Comércio americano.

Europa

Dados confirmam a avaliação do Banco Central Europeu (BCE) de pronunciado impacto de curto prazo da pandemia de covid-19 na economia da zona do euro e de contínua fraqueza da inflação, segundo ata da reunião de política monetária de 21 de janeiro.

Dirigentes do BCE avaliam que “amplo apoio monetário” continua sendo essencial para preservar condições financeiras favoráveis para todos os setores da economia da zona do euro durante a pandemia de covid-19, segundo ata da reunião de política monetária de 21 de janeiro. No documento, o BCE também aponta que uma ambiciosa postura de coordenação com políticas fiscais permanece sendo crítica, diante da forte contração da economia do bloco.

O BCE avalia também que a intensificação da pandemia de covid-19 impõe riscos ao Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro neste primeiro trimestre do ano, mas estão cautelosamente otimistas de que a economia poderá se recuperar ao longo de 2021, segundo ata da reunião de política monetária de 21 de janeiro.

Deixe um comentário