Confira os Indicadores Econômicos desta terça-feira (23/02/2021)

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos desta terça-feira (23/02/2021), em destaque o a recuperação econômica dos EUA continua “desigual e longe de ser completa” e levará “algum tempo” antes que o Federal Reserve considere mudar as políticas que adotou para ajudar o país a voltar ao pleno emprego, disse o presidente do Fed, Jerome Powell.

Brasil

O IPC-S de 22 de fevereiro de 2021 variou 0,34%, com este resultado, o indicador passou a acumular alta de 0,61% no ano e 5,20% nos últimos 12 meses. Nesta apuração, cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Alimentação (0,57% para 0,16%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 1,43% para -1,72%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (1,11% para 0,58%), Vestuário (-0,31% para -0,39%), Comunicação (0,05% para -0,02%) e Despesas Diversas (0,25% para 0,23%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: cursos formais (3,17% para 1,93%), roupas femininas (-0,22% para -0,56%), mensalidade para internet (-0,19% para -0,64%) e alimentos para animais domésticos (1,54% para 1,02%).

Estados Unidos

A recuperação econômica dos EUA continua “desigual e longe de ser completa” e levará “algum tempo” antes que o Federal Reserve considere mudar as políticas que adotou para ajudar o país a voltar ao pleno emprego, disse o presidente do Fed, Jerome Powell, nesta terça-feira.

Os cortes das taxas de juros do banco central dos EUA e compras de US$ 120 bilhões em títulos do governo mensais “aliviaram substancialmente as condições financeiras e estão fornecendo apoio substancial à economia”, disse Powell em comentários preparados para entrega a uma audiência do Comitê Bancário do Senado sobre o estado de economia.

“A economia está muito longe de nossas metas de emprego e inflação, e é provável que leve algum tempo para que um progresso substancial seja alcançado”, o obstáculo que o Fed estabeleceu para discutir quando seria apropriado reduzir o apoio.

Enquanto a crise de saúde no país está melhorando e “as vacinações em curso oferecem esperança de um retorno às condições mais normais ainda este ano”, disse Powell, “a trajetória da economia continua a depender significativamente do curso do vírus e das medidas tomadas para controlar sua propagação. ”

Os preços das casas nos Estado Unidos aumentaram 10,4% em dezembro, em comparação com 2019, de acordo com os Índices de Preços das Casas da S&P CoreLogic Case-Shiller. Dezembro é geralmente o mês mais lento para o mercado imobiliário, mas os ganhos de preço não diminuíram nem um pouco em 2020, na verdade aumentaram no ritmo mais rápido em sete anos.

Essa é a taxa de crescimento anual mais forte em mais de seis anos, e um ganho significativamente mais forte do que em novembro, quando os preços subiram 9,5%. Ele também é classificado como um dos maiores ganhos anuais em mais de 30 anos de história do índice.

O índice de confiança do consumidor norte-americano subiu de 88,9 em janeiro para 91,3 em fevereiro, informou nesta terça-feira, 23, o instituto Conference Board, a leitura surpreendeu a previsão de alta a 91, de analistas do Wall Street Journal.

O índice de expectativas, baseado nas perspectivas de curto prazo dos consumidores para renda, negócios e condições do mercado de trabalho, porém, recuou de 91,2 em janeiro para 90,8 neste mês, já o indicador de condições atuais avançou de 85,5 para 92,0 no mesmo intervalo.

A Diretora sênior de Indicadores Econômicos do Conference Board, Lynn Franco, destacou o desempenho do índice de situação atual após três quedas consecutivas.

Europa

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 0,9% na comparação anual de janeiro, revertendo queda de 0,3% observada em dezembro, segundo revisão divulgada nesta terça-feira pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

O resultado confirmou a estimativa preliminar e veio em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. Apesar da forte aceleração em janeiro, a inflação da zona do euro permanece bem abaixo da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%.

A taxa de desemprego da Grã-Bretanha subiu para 5,1% nos últimos três meses de 2020, a maior em quase cinco anos, mas ainda abaixo do que teria sido sem um enorme esquema de apoio a empregos para coronavírus que o ministro das finanças Rishi Sunak pretende estender semana que vem.

Dados separados do Office for National Statistics mostraram que o número de empregados na folha de pagamento da empresa em janeiro aumentou em 83.000 em relação a dezembro, o segundo aumento mensal e o maior desde janeiro de 2015.

O desemprego foi suprimido pelo Programa de Retenção de Emprego do governo, que apoia cerca de um em cada cinco funcionários.

Deixe um comentário