Eneva propõe desdobramento da totalidade de ações ordinárias sem modificação do capital social

LinkedIn

O Conselho de Administração da Eneva propôs o desdobramento da totalidade das 316.273.504 ações ordinárias, na proporção de 1 (uma) ação ordinária para 4 (ações) da mesma espécie, sem modificação do valor do capital social.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:ENEV3) nesta sexta-feira (26).

Dessa forma, e caso aprovado o desdobramento de ações, o capital social da Companhia, no montante atual de R$8.914.267.017,93 passará a ser dividido em 1.265.094.016 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Os números acima indicados já consideram as ações emitidas e o valor atualizado do capital social tendo em vista as emissões de ações deliberadas pelo Conselho de Administração no âmbito do capital autorizado até a presente data.

O desdobramento de ações proposto tem por finalidade adequar o preço da ação a um patamar mais acessível a todos os investidores, o que pode aumentar a liquidez das ações.

Farão jus às ações desdobradas os acionistas titulares de ações de emissão da Companhia na data da realização da AGE.

As ações de emissão da Companhia passarão a ser negociadas “ex-desdobramento” no dia seguinte ao da realização da presente AGE, ou seja, 12 de março de 2021, sendo as ações resultantes do desdobramento creditadas aos acionistas no dia 16 de março de 2021.

Lucro líquido de R$ 55,6 milhões, nos resultados 3T20

A Eneva registrou lucro líquido de R$ 55,6 milhões no terceiro trimestre, queda de 38% em relação ao mesmo período do ano passado, com a companhia sendo afetada por redução nos despachos diante da contração da demanda por energia.

A receita operacional líquida foi de R$ 562 milhões, redução de 34,5% na comparação anual.

Deixe um comentário