Futuros dos EUA operam em baixa nesta terça-feira

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam de modo misto nesta terça-feira, com os investidores monitorando as ações de tecnologia regionalmente depois que suas contrapartes caíram em Wall Street.

As ações da Alibaba listadas em Hong Kong caíram 1,2%, Xiaomi caiu 3,1% e Kuaishou caiu 5,24%. Na Coreia do Sul, LG Electronics caiu 5,12%, enqunto Samsung Electronics caiu 0,24%. Os movimentos vieram depois que as ações de tecnologia nos Estados Unidos despencaram. O Nasdaq Composite caiu 2,46% para fechar em 13.533,05 pontos, com ações da chamada “Big Tech” como Apple , Amazon e Microsoft caindo pelo menos 2%. Entre outras notícias no setor, o Facebook chegou a um acordo com o governo australiano e irá restaurar as páginas de notícias do país novamente, poucos dias após restringi-las.

Na China Continental, o composto de Xangai caiu 0,17%, para 3.636,36 pontos, enquanto o Shenzhen Component caiu 0,61%, para 15.243,25 pontos.

O índice Hang Seng de Hong Kong ganhou 1,03%, encerrando seu dia de negociação em 30.632,64 pontos. O HSBC disse na terça-feira que seu lucro ante impostos para 2020 caiu 34% em relação ao ano anterior, para US $ 8,8 bilhões, mas declarou um dividendo provisório de 15 centavos por ação. O lucro do banco ficou acima das expectativas dos analistas de US $ 8,3 bilhões para todo o ano passado, com base em estimativas compiladas pelo banco com sede em Londres. As ações do HSBC em Hong Kong valorizaram 0,43% na terça-feira.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,31%, fechando em 3.070,09 pontos.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 subiu 0,86% e encerrou em 6.839,20 pontos, beneficiada por empresas de commodities. BHP subiu 1,6% e Rio Tinto avançou 1,3%. As produtoras de petróleo dispararam. Santos subiu 5,8% e Woodside Petroleum fechou em alta de 3,8%.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão subiu 0,36%.

Os mercados no Japão ficaram fechados na terça-feira por conta de um feriado.

EUROPA: A maioria das bolsas europeias operam em baixa nesta terça-feira, com as ações de tecnologia seguindo suas homólogas globais em baixa devido temores com o aumento dos rendimentos dos títulos governamentais.

Na segunda-feira, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, disse em um discurso que o banco central está “monitorando de perto a evolução dos rendimentos dos títulos nominais de longo prazo”. Os rendimentos dos títulos soberanos europeus caíram em resposta aos comentários dela.

Todos os principais mercados europeus abriram em alta, mas desde então desistem dos ganhos, com a maioria dos índices caindo. O alemão DAX 30 cai 2,01%, o francês CAC 40 recua 0,72%, o FTSE MIB da Itália perde 1,51%, enquanto o IBEX 35 ainda opera com alta de 0,16%. O pan-europeu Stoxx 600 cai 1,49% no período da manhã, com o setor de tecnologia liderando as perdas, enquanto as ações de viagens e lazer resistem à tendência negativa e sobem. com o otimismo sobre o fim das restrições sociais.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,74%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,7%, Antofagasta recua 1,4%, BHP cai 9,4% e Rio Tinto perde 0,9%. Enquanto isso, as gigantes do petróleo avançam. BP sobe 2,1% e Royal Dutch Shell avaçna 0,8%.

As ações do HSBC estão sendo monitoradas de perto, depois que o banco reportou que os lucros do ano inteiro de 2020 superaram as expectativas e anunciou um pagamento de dividendos pela primeira vez desde a pandemia de Covid-19, mesmo assim as ações do titã britânico caem 1,4% no meio da manhã.

O governo britânico apresentou propostas na segunda-feira sobre como e quando planeja começar a suspender as restrições ao coronavírus. A flexibilização será gradual. O plano prevê reabertura em quatro etapas, com cinco semanas de intervalo entre elas, começando com a reabertura das escolas e universidades em 8 de março e finalizando o lockdown em 21 de junho. As medidas anunciadas nesta segunda-feira se aplicam apenas à Inglaterra. Devido à regionalização dos poderes, as regras são diferentes na Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte e determinadas pelos governos autônomos.

Dois estudos divulgados nesta segunda-feira mostraram que a campanha de vacinação britânica está contribuindo para uma queda acentuada nos casos da doença e de hospitalizações, aumentando a esperança de que as vacinas funcionem conforme os testes clínicos. Na Inglaterra, dados preliminares de um estudo com profissionais de saúde apontaram que a vacina da Pfizer-Biontech reduziu o risco de contrair covid-19 em 70% após a primeira dose, uma porcentagem que aumentou para 85% após a segunda dose. Já na Escócia, uma pesquisa mostrou que as vacinas da Pfizer-Biontech e da AstraZeneca-Oxford reduziram as hospitalizações pelo vírus em até 85% e 94%, respectivamente.

O Reino Unido é um dos países mais avançados em termos de imunização contra a covid-19. Ao menos 17,7 milhões de pessoas tomaram pelo menos a primeira dose da vacina, o que corresponde a cerca de um terço da população adulta do país. A meta do governo é vacinar todos os adultos até 31 de julho, porém por outro lado, tem um das maiores taxas mortalidade, com mais de 120 mil óbitos por covid-19 confirmados desde o início da pandemia. Em números absolutos, é o maior da Europa e quinto maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, Brasil, México e Índia.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA caem no início das negociações de terça-feira, depois que as ações do setor de tecnologia recuaram acentuadamente no início da semana.

O movimento nos futuros ocorre após uma sessão marcada por diferenças significativas nos diversos setores do mercado na segunda-feira. O Nasdaq Composite caiu 2,5%, enquanto o Dow subiu modestos 27 pontos, ou alta de 0,09%. As ações de viagens, incluindo companhias aéreas e cruzeiros, subiram acentuadamente, mas a Apple e a Tesla caíram.

O S&P 500 caiu 0,77% em sua quinta sessão negativa consecutiva. O declínio veio com os rendimentos do Tesouro dos EUA subindo mais uma vez, refletindo uma queda no preço dos títulos. O rendimento do Tesouro de 10 anos estava sendo negociado acima de 1,36% na segunda-feira, após iniciar o ano abaixo da marca de 1%. Segundo analistas, com a alta dos rendimentos dos tíulos do Tesouro, os investidores estão migrando de ações de alta tecnologia para ações do Russell 2000 Index (small caps) e Dow Jones Industrial Average.

O mercado de títulos provavelmente continuará sendo um tópico importante de discussão nesta terça-feira, com o presidente do Fed, Jerome Powell, iniciando dois dias de audiências no Congresso às 12h00. O FED tem sido inflexível quanto ao fato do banco central não estar considerando aumentar sua taxa básica de juros, mas os comentários de Powell serão observados de perto para uma possível visão sobre as perspectivas de inflação da economia.

Os temores de inflação aumentaram nas últimas semanas, enquanto os legisladores debatem outra rodada de alívio econômico, à medida que os casos da Covid diminuem com o avanço das vacinações. Os EUA ultrapassaram a marca das 500.000 mortes pelo vírus na segunda-feira, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Os investidores também receberão novos dados sobre os preços das casas às 11h00 e a confiança do consumidor às 12h00, juntamente com o índice de manufatura do Fed de Richmond. Os varejistas Home Depot e Macy’s reportarão os ganhos antes do sino de abertura.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -0,30%
SP500: -0,82%
NASDAQ: -1,88%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -2,94%
Brent: +0,61%
WTI: +0,66%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário