Petróleo fecha em alta com expectativa de estímulos e queda de estoques

LinkedIn

Os preços do petróleo fecharam em alta nesta sexta-feira, depois de um dia de trégua, prevaleceram as esperanças de um pacote fiscal nos Estados Unidos, depois que o presidente Joe Biden se encontrou com governadores e prefeitos em busca de apoio.

A queda verificada nos estoques da commodity nesta semana foi levada em conta, a redução de novos casos e hospitalizações por coronavírus nos EUA fechou o tripé do otimismo.

O contrato do petróleo tipo Brent para abril fechou em alta de 2,10%, cotado a US$ 62,43 o barril; e o WTI para março subiu 2,11%, para US$ 59,47 o barril.

Os preços do petróleo subiram nas últimas semanas, em parte devido aos cortes de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e de produtores aliados no grupo OPEP +.

Esta semana, a OPEP reduziu as expectativas de recuperação da demanda global de petróleo em 2021, reduzindo sua previsão em 110.000 barris por dia (bpd) para 5,79 milhões de bpd.

Agência Internacional de Energia (IEA) disse que a oferta de petróleo ainda estava superando a demanda global, embora as vacinas COVID-19 devam apoiar uma recuperação da demanda.
Os dados de demanda do maior importador de petróleo do mundo também mostram um quadro desolador.

O número de pessoas que viajaram para a China antes dos feriados do Ano Novo Lunar despencou 70% em relação a dois anos atrás, quando as restrições ao coronavírus restringiram a maior migração doméstica anual do mundo, mostraram dados oficiais.

O ABN Amro revisou sua previsão de preços do petróleo Brent para 2021 um pouco mais alto, para US$ 55 o barril, mas alertou sobre ventos contrários na demanda.

Deixe um comentário