Concorrente da Nvidia testa linha de notebooks para mineração de criptomoedas

LinkedIn

A multinacional de tecnologia e fabricante de hardwares MSI revelou no fim do mês passado que está fazendo testes de mineração de criptomoedas em uma de suas linhas de notebooks desenvolvidos para gamers. A notícia é do Tecnoblog.

Segundo o texto, o estudo deve ser concluído no fim de março e vai dizer se a linha de notebooks é eficiente ou não para atividades de mineração.

A popularização das criptomoedas desde 2020 tem criado uma escassez de equipamentos de mineração, uma indústria liderada pela Nvidia, concorrente da MSI.

O estudo, além de analisar a eficiência das máquinas, também serve para promover o modelo GE76 Raider da MSI, modelo mais avançado da fabricante, que quer aproveitar a adoção crescente do criptomercado. O anúncio diz:

“Você pode obter um notebook gamer e tentar aumentar sua renda enquanto desfruta dos jogos ao mesmo tempo”.

Segundo a matéria, o modelo GR76 Raider vem equipado com uma GeForce RTX 3080 de 155W, o que é “fora dos padrões” de notebooks gamers, pela necessidade de um sistema de refrigeração potente.

No anúncio, a MSI diz que o notebook tem taxa de hash de 52,8 MH/s, equiparável à GPU RTX 3070 para desktops, desempenho considerado razoável. Apesar disso, a própria MSI diz que o notebook “pode não ser a opção de mineração mais econômica”.

A estratégia da empresa não é converter o produto em uma série exclusiva para mineração, mas reforçar a tese de que ele poderia oferecer bom desempenho tanto em games quanto em mineração durante o tempo ocioso.

Recentemente, a Nvidia enfrentou escassex das GPUs da série RTX, o que fez a empresa cortar o desempenho da taxa de hash de mineração para suas placas RTX 3060. Apesar disso, ela dedicou uma nova série de CPMs, que são GPUs sem saída de vídeo, exclusivas para mineração.

Por Lucas Caíram

Deixe um comentário