JBS é condenada em R$ 20 milhões por descumprir normas de combate à Covid-19 em frigorífico de São Miguel do Guaporé, RO

LinkedIn

A JBS foi condenada em R$ 20 milhões por descumprir normas do combate à Covid-19 em um frigorífico de São Miguel do Guaporé (RO) e com isso facilitar a contaminação pelo vírus de diversos funcionários e moradores da cidade.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:JBSS3) nesta sexta-feira (19).

Uma Ação Civil Pública contra a empresa foi proposta em 2020 pelo Ministério Público do Estado e pelo Ministério Público do Trabalho e julgada procedente pela 2ª Vara do Trabalho em Ji-Paraná.

Foi constatado que na unidade da empresa em São Miguel existiam diversas irregularidades como o mal funcionamento do setor médico, ausência de notificação e afastamento de funcionários sintomáticos, insuficiência de EPI’s, desrespeito ao distanciamento mínimo entre linhas de produção, descontrole de aglomerações, entre outras.

Essas irregularidades teriam causado uma rápida propagação do vírus e entre os moradores da cidade, devido a relevância do frigorífico no município.

Na sentença, foram feitas 20 obrigações que a empresa deve cumprir para prevenir a propagação da Covid-19 e garantir a saúde dos colaboradores. A JBS deverá pagar, por dano moral coletivo, o valor de R$ 20 milhões, a serem revertidos em benefício para a sociedade

A JBS informou que não comenta processos judiciais em andamento. Também disse que desde o início da pandemia vem trabalhando com o objetivo de garantir a saúde e segurança dos colaboradores. “Para isso, a Companhia adotou um robusto protocolo, com rigorosas medidas preventivas em todas as suas instalações, atendendo as recomendações dos órgãos de saúde internacionais e nacionais.”

A JBS pretende divulgar os resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020 no dia 24 de março.

Lucro líquido  no 3T20 de R$ 3,1 bilhões, maior faturamento trimestral da história

JBS reportou o maior faturamento trimestral da história, com lucro líquido de R$ 3,1 bilhões, quase nove vezes o resultado do trimestre de 2019, quando a empresa divulgou R$ 356 milhões.

A JBS afirmou que a divisão brasileira de alimentos processados Seara viu o Ebitda ajustado subir 55,4%, enquanto as operações com carne suína e de frango nos Estados Unidos registraram saltos de 64,7% e 48,9%, respectivamente, apoiadas na desvalorização do real ante o dólar.

Deixe um comentário