Minerva confirma emissão de títulos no exterior no valor de US$ 1 bilhões

LinkedIn

A Minerva declara que a sua subsidiária Minerva Luxembourg concluiu uma oferta no exterior de bônus (bonds), no valor total de US$ 1,0 bilhão.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:BEEF3), nesta quarta-feira (03).

Conforme a Minerva, a emissão teve demanda mais que 2,3 vezes superior à oferta.

Os bonds com vencimentos em 2031, foram emitidos com taxa de juros de 4,375% a.a.

A operação recebeu classificação de risco em moeda estrangeira de “BB“ pelas agências S&P e Fitch.

A emissão faz parte do processo de liability managementda Minerva Foods, cujo objetivo é o de alongar o perfil da dívida e reduzir o custo da estrutura de capital da companhia, e será utilizada no processo de recompra das Notes 2026, que possuem cupom de juros de 6,50% a.a.

De acordo com a Minerva, este movimento implica em uma redução de mais de 2 pontos percentuais no custo anual dessa dívida, em dólares norte-americanos.

Lucro líquido de R$ 697,1 milhões em 2020, permitindo propor a distribuição de dividendos adicionais em patamar recorde

A Minerva Foods, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, registrou lucro líquido de R$ 697,1 milhões no acumulado de 2020, uma disparada ante os 16,2 milhões registrados no ano anterior, o que permitiu propor a distribuição de dividendos adicionais em patamar recorde.

Os resultados da Minerva Foods (BOV:BEEF3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 25/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A companhia também teve receita líquida e Ebitda (geração de caixa) recordes no acumulado do ano passado. A receita líquida aumentou 13,3%, para R$ 19,4 bilhões, enquanto o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) cresceu 22,4%, para R$ 2,1 milhões em relação a 2019.

Isso permitiu que a companhia reduzisse a alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda) para 2,4 vezes em dezembro, ante 2,8 em 2019.

Deixe um comentário