Ouro fecha em queda com a recuperação de rendimentos dos títulos

LinkedIn

O ouro fechou em baixa nesta quinta-feira, com o dólar reduzindo as perdas e os rendimentos do Tesouro dos EUA subindo após dados de pedidos de seguro-desemprego melhores do que o esperado dos Estados Unidos.

Ouro para abril fecha em leve alta de  0,04%, para US$ 1.722,6 a onça-troy.

“Os rendimentos do Tesouro de 10 anos agora saltaram novamente, o que estabilizou o dólar e está tirando um pouco do ar do ouro”, disse Tai Wong, um corretor do banco de investimento BMO em Nova York.

Os dados mostraram que o número de americanos entrando com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu para o mínimo de quatro meses na semana passada. Números econômicos melhores do que o esperado elevaram os rendimentos do Tesouro em 10 anos acima de 1,5%, enquanto o índice do dólar saiu de uma baixa de uma semana.

Embora o ouro seja considerado uma proteção contra a inflação de estímulos generalizados, os rendimentos mais altos dos títulos neste ano ameaçaram esse status, pois se traduzem em um custo de oportunidade mais alto de manter o ouro.

O Banco Central Europeu disse hoje que usaria seu Programa de Compra de Emergência de Pandemia de 1,85 trilhão de forma mais generosa nos próximos meses para impedir qualquer aumento injustificado nos custos de financiamento da dívida.

Um projeto de lei de alívio COVID-19 dos EUA de US$ 1,9 trilhão também foi aprovado na quarta-feira.

A prata caiu 0,6% para US$ 26,02 a onça, o paládio subiu 2,4% para US$ 2.362,50, enquanto a platina subiu 0,3% para US$ 1.206,24.

(Com informações da BDM e CNBC)

Deixe um comentário