Petróleo fecha em baixa com alta do dólar e desbloqueio de Suez

LinkedIn

Os preços do petróleo caíram nesta terça-feira, às vésperas da reunião da Opep+ que deve decidir a prorrogação dos cortes na produção em maio, o dólar em alta forte na sessão de hoje derrubou os preços dos contratos futuros de petróleo.

Reagindo ainda à normalização do Canal de Suez, após rebocadores terem desencalhado o Ever Given, que bloqueou a passagem por quase uma semana, o contrato do tipo Brent para maio fechou em queda de 1,55%, a US$ 64,17 o barril na Ice, enquanto o tipo WTI para maio caiu 1,64%, a US$ 60,55 o barril na Nymex.

A OPEP+ vai discutir se deve manter as restrições à produção que têm mantido milhões de barris por dia fora do mercado para sustentar os preços, uma estratégia que tem funcionado amplamente nos últimos meses.

A Arábia Saudita está preparada para aceitar uma extensão dos cortes de produção até junho, e também está pronta para prolongar restrições unilaterais voluntárias em meio à última onda de bloqueios por coronavírus, disse uma fonte informada sobre o assunto na segunda-feira.

Esforços frustrantes para conter o fornecimento global estão aumentando as exportações sob o radar do Irã, membro da Opep, para a China, que está ignorando as sanções dos EUA e das Nações Unidas ao país e importando maiores quantidades de petróleo iraniano, de acordo com traders e analistas.

A China pode receber até 1 milhão de barris por dia neste mês em importações do Irã, consideradas petróleo bruto de outras origens.

(Com informações da CNBC e BDM-Ana Katia, com agências internacionais)

Deixe um comentário