CCR celebra contrato de concessão do Aeroporto Internacional Tancredo Neves/Confins (MG), entre sua controlada indireta BH Airport e a Anac

LinkedIn

A CCR celebrou o Termo Aditivo n° 08 ao Contrato de Concessão de Aeroporto nº 002/ANAC/2014-SBCF – Edital nº 001/2013 do Aeroporto Internacional Tancredo Neves/Confins, entre sua controlada indireta Concessionária do Aeroporto Internacional de Confins e a ANAC.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:CCRO3), nesta segunda-feira (26).

O Aditivo tem por objeto a alteração pontual do Anexo 5 do Contrato de Concessão para permitir a revisão, em 2021, dos valores estimados para custos e despesas do Fluxo de Caixa Marginal, conforme os valores realizados em 2020.

Essa alteração está em consonância com a Decisão Colegiada da ANAC nº 216/2020, que deferiu o pleito de reequilíbrio contratual apresentado pela BH Airport, em razão dos impactos econômicos decorrentes do COVID-19 para o setor de concessões aeroportuárias no ano de 2020, a qual foi objeto de comunicado ao mercado pela Companhia em 25 de novembro de 2020.

A assinatura do Aditivo ao Contrato de Concessão representa a concretização de mais uma importante etapa do planejamento estratégico do Grupo CCR, que visa o seu crescimento qualificado e agregar valor aos seus acionistas

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

Lucro líquido de R$ 191 milhões desaba 86,7% em 2020

O grupo CCR registrou lucro líquido de R$ 191 milhões em 2020, queda de 86,7% em relação ao ano de 2019.

No acumulado do ano, a receita líquida foi de R$ 8,941 bilhões, baixa de 5,8%.

No acumulado de todo 2020, o tráfego teve queda anual de 2,6% – taxa considerada razoável diante das fortes perdas registradas no auge da crise. No segundo trimestre do ano passado, o índice chegou a cair 18,2%.

Deixe um comentário