CEO da Visa diz que está entrando com tudo no mundo das criptomoedas

LinkedIn

Ontem (27), o CEO da Visa (NYSE:V), Al Kelly, discutiu sobre as ambições cripto da gigante de pagamentos durante uma conferência sobre declarações financeiras, descrevendo que a empresa está “extremamente bem posicionada” para agir nesse segmento.

Visa tem lucro líquido de US$ 3 bilhões (1,38 por ação) no 2º trimestre

A Visa está desenvolvendo uma estratégia multifacetada quanto a seus serviços relacionados a bitcoin, stablecoins e, a longo prazo, moedas digitais emitidas por bancos centrais (CBDCs, na sigla em inglês).

É uma área sobre a qual Kelly já comentou no passado, inclusive em uma participação em podcast, na qual ele posicionou tais planos no contexto de a Visa estar na interseção de novas tecnologias de pagamento.

Durante a conferência, Kelly fez novamente a distinção entre diferentes elementos do plano mais amplo da empresa, citando compra e venda de criptomoedas, interfaces de programas de aplicações (APIs) ligadas a cripto para instituições financeiras, liquidações por meio de stablecoins e CBDCs.

“Nosso foco está em cinco oportunidades diferentes que percebemos neste espaço, e eu diria que estamos inclinados a entrar em peso nesse espaço e acredito que estamos muito bem posicionados”, disse Kelly na conferência.

No tópico de CBDCs, a Visa afirmou que a empresa está conversando com bancos centrais sobre o desenvolvimento dessas criptomoedas, sugerindo que a empresa de pagamentos pode ter uma participação nesse processo.

“Estamos conversando com bancos centrais sobre a importância de parcerias públicas/privadas e, especialmente, sobre a importância da aceitação, pois, para que essas CBDCs tenham valor, elas terão de ser primeiro consideradas seguras pelos consumidores, assunto no qual temos um longo histórico e podemos ajudar. E, segundo, elas têm que ter, obviamente, alguma forma de utilidade”, disse Kelly.

A Visa também é negociada na B3 através da BDR (BOV:VISA34).

Deixe um comentário