Deus é ‘brasileiro' e vendeu o primeiro tweet em NFT do país por R$ 350

LinkedIn

Uma das brincadeiras mais antigas do Brasil é a de que “Deus” seria brasileiro, uma máxima que já ganhou até um filme estrelado pelo ator Antônio Fagundes.

Nesta semana, a versão brasileira de “Deus” no Twitter foi destaque ao vender o primeiro tweet do país em um token, aproveitando a febre dos NFTs.

A conta do Twitter chamada “O Criador”, que existe desde 2008 e faz uma paródia com a ideia de que Deus seria brasileiro, comentando fatos ocorridos no país, é a autora do NFT.

CapturadeTela2021-04-15às11.59.53

O Tweet escolhido para ser tokenizado trata das aglomerações na pandemia, que ajudaram a produzir a tragédia brasileira atual, com mais de 360 mil vidas perdidas e uma média de 3.000 mortes por dia já há mais de uma semana.

O Tweet foi à venda no marketplace da plataforma Cent e foi vendido a um morador da Califórnia por cerca de R$ 350 em Ether. Segundo a CNN Brasil, o comprador já tem uma coleção de artes e artigos digitais em NFT, que pode ser visitada no marketplace.

O “Deus brasileiro” ainda comentou a venda, e como é de praxe, com uma piada:

CapturadeTela2021-04-15às11.59.59

O mercado de NFTs tem esquentado nos últimos meses, com uma série de artistas brasileiros tentando também capitalizar suas obras de arte através de mercados globais de compra e venda de arte tokenizada.

Na música, artistas brasileiros renomados também têm mostrado interesse pelo mercado, com o compositor e multiinstrumentista André Abujamra, do Karnak, Os Mulheres Negras e de trilhas sonoras de programas consagrados da TV Cultura como o Castelo Rá Tim Bum, recentemente tornou-se parceiro de uma plataforma brasileira de música em NFT.

Deixe um comentário