Dólar fecha o mês de março com valorização de 0,41%, mantendo a atenção no cenário externo

LinkedIn

O dólar comercial fechou o mês de março com valorização de 0,41%, reforçando o acumulado do ano em 8,47%.

No mês de março, o mercado cambial manteve atenção no cenário externo, com a expectativa para a economia americana. Entretanto, o estresse político interno acabou pesando sobre o real, porém, a pressão da divisa sobre a moeda brasileira foi aliviada com os leilões extras realizados pelo Banco Central do Brasil.

Nessa semana, o dólar voltou a ensaiar mais uma investida no real, bem como nas demais emergentes, mas não teve força e acabou marcando queda em 1,96% até agora.

O mercado de câmbio seguiu olhando para a economia americana, com o presidente Joe Biden anunciando um plano ousado para o setor de infraestrutura, US$2,5 trilhões, elevando impostos para as grandes empresas em até 28% e prometendo acelerar o programa de vacinação no país. Além disso, o relatório ADP de empregos no setor privado ficou pouco abaixo do estimado, mas não teve força para puxar o dólar para cima.

Na bolsa de Nova York, o índice DXY recuou da alta forte da sessão anterior. A criptomoeda fechou estável.

Por fim, o BCB vendeu o lote de 16 mil contratos. Foram vendidos 10 mil contratos com vencimento para 01 de dezembro de 2021 e o restante para 01 de abril de 2022.

No ultimo dia do mês, o dólar  fechou em baixa de -2,31% sendo cotado a R$ 5,629 para venda e a R$ 5,628 para compra, com o real tendo o melhor desempenho entre seus pares.

Não há uma explicação de consenso no mercado para justificar a forte queda do dólar, e em parte, seguiu o comportamento no exterior, onde todas as demais moedas dos emergentes tiveram recuperação, mas o real foi destaque como o melhor desempenho entre seus pares.

Alguns traders lembram que também pode estar contribuindo para a queda do dólar a sinalização do BC de que pretende fazer um ajuste mais concentrado da Selic, em ritmo mais intenso e mais célere, o que, em tese, deve trazer o fluxo externo, com a melhora da atratividade, apesar de todos os riscos do cenário doméstico, que pesam na vantagem do Brasil.

Acompanhe as altas e baixas do dólar durante o mês:

Data Compra Venda Variação Variação
01/03/2021 5,5996 5,6006 -0,087 -0,0049
02/03/2021  5,6655 5,666 1,168% 0,0654
03/03/2021  5,6633  5,6643  -0,03%  -0,0017
04/03/2021  5,6572  5,6582 -0,108%  -0,0061
05/03/2021 5,6825 5,6835 0,447% 0,0253
08/03/2021  5,7778 5,7783 1,668% 0,0948
09/03/2021  5,7909 5,7924 0,244% 0,0141
10/03/2021 5,6516 5,6526 -2,498% -0,1448
11/03/2021 5,5423 5,5428 -1,943% -0,1098
12/03/2021 5,5587 5,5597 0,305% 0,0169
15/03/2021 5,639 5,6395 1,435% 0,0798
16/03/2021 5,6181 5,6191 -0,362%  -0,0204
17/03/2021  5,5856 5,5861 -0,587% -0,033
18/03/2021 5,5685 5,5695 -0,297% -0,0166
19/03/2021 5,4843 5,4853 -1,512% -0,0842
22/03/2021  5,5169 5,5179 0,594%  0,0326
23/03/2021 5,5152 5,5157 -0,04% -0,0022
24/03/2021 5,6386 5,6396 2,246% 0,1239
25/03/2021 5,6695 5,6705 0,548% 0,0309
26/03/2021 5,7403 5,7413 1,249% 0,0708
29/03/2021  5,7658 5,7663 0,435% 0,025
30/03/2021 5,7609 5,7619 -0,076% -0,0044
31/03/2021 5,6281 5,6286 -2,314% -0,1333

💵 Está pensando em viajar? Faça a conversão de moedas gratuitamente!

🇧🇷 – US$ 1 = R$ 5,63
🇪🇺 – US$ 1 = €$ 0,85
🇬🇧 – US$ 1 = £$ 0,72

Acompanhe como foi a evolução do dólar nos últimos três meses:

Gráficos GRATUITOS na br.advfn.com

(Com informações do Uol, UltimoInstante e ADVFN)

Deixe um comentário