Grupo Soma está avaliando combinação de negócios com Shoulder

LinkedIn
O grupo de moda Soma, está avaliando uma combinação de negócios com a Shoulder, de moda feminina. A empresa lembra que constantemente e discute potenciais oportunidades de aquisições que possam gerar valor de mercado para os seus acionistas e seu negócio.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:SOMA3) nesta sexta-feira (16). Confira o comunicado na íntegra.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa ressalta que as negociações ainda estão em fase preliminar e que não possui qualquer documento (vinculante ou não vinculante) relativo à operação assinado, bem como não possui autorização societária para celebração de qualquer documento.

A companhia reitera ainda que a efetiva realização da operação está sujeita a diversos fatores comuns a esse tipo de operação, tais como, a conclusão da análise de viabilidade da operação e conclusão das negociações, entre outras. “Assim, não há qualquer garantia de que a negociação para aquisição da Shoulder será concluída com sucesso”, diz.

O Grupo Soma pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

Prejuízo líquido de R$ 69,7 milhões, revertendo lucro de 2019

O Grupo Soma, do ramo de moda, teve prejuízo líquido de R$ 69,7 milhões, revertendo o lucro líquido de R$ 126,8 milhões em 2019.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

No ano inteiro de 2020, a receita líquida da companhia foi de R$ 1,24 bilhão, queda de 4,6% sobre 2019.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – alcançou R$ 10,19 milhões, um recuo de 95,3% sobre um ano antes.

Deixe um comentário