Petróleo fecha em alta com as perspectivas econômicas mais fortes

LinkedIn

Os preços do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, com as perspectivas de um crescimento econômico global mais forte, já que as negociações para reativar um acordo nuclear com o Irã abrem a possibilidade de um afrouxamento das sanções às suas exportações de petróleo.

O petróleo Brent para junho fecha em alta de 0,67%, a US$ 63,16, e WTI para maio sobe 0,74%, a US$ 59,77.

Os preços foram negociados em território positivo no início da sessão, impulsionados pela melhoria dos dados econômicos.

O Fundo Monetário Internacional disse ontem que gastos públicos sem precedentes para combater o COVID-19 empurrariam o crescimento global para 6% este ano, uma taxa não alcançada desde os anos 1970.

No entanto, um possível salto nos estoques de combustível dos EUA e as negociações com o Irã pesaram.

Os estoques de petróleo dos EUA caíram 2,6 milhões de barris na semana encerrada em 2 de abril, enquanto os estoques de gasolina aumentaram 4,6 milhões de barris e os estoques de destilados aumentaram 2,8 milhões de barris, disseram três fontes do mercado, citando o American Petroleum Institute (API).

O Irã e as potências mundiais mantiveram o que descreveram como conversas “construtivas” e concordaram em formar grupos de trabalho para discutir a possibilidade de reviver o acordo nuclear de 2015, que pode levar Washington a suspender as sanções ao setor de energia do Irã e aumentar o fornecimento de petróleo.

“O Irã é o maior risco de suprimento de alta para o mercado de petróleo”, disse Stephen Brennock, da corretora de petróleo PVM.

Os preços do petróleo caíram no início desta semana depois que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e seus aliados, um grupo conhecido como OPEP+, concordaram em reduzir gradualmente os cortes na produção de petróleo a partir de maio.

Mas analistas dizem que o tamanho do aumento não deve ter um grande impacto no reequilíbrio do mercado.

(Com informações da CNBC)

Deixe um comentário