4 motivos para usar VPN em transações com criptomoedas

LinkedIn

Criadas após a crise financeira de 2008, as criptomoedas tornaram-se uma das maiores tendências atuais no mercado de investimentos. Desenvolvidas para fazer frente à política financeira de regulamentação centralizada, essas moedas são hoje uma alternativa atraente para quem procura investir de forma mais livre, privada e lucrativa.

O problema é que, apesar de toda a promessa que elas trazem, as criptomoedas estão longe de ser o paraíso de segurança e privacidade que se propõem a ser. A tecnologia que as rege, chamada de blockchain, pode até fornecer pseudônimos aos seus usuários, o que teoricamente aumenta o anonimato dos investidores. Mas esses pseudônimos, infelizmente, não estão livres de serem ligados aos dados pessoais dos clientes e, como consequência, possibilitar o rastreamento das transações.

Capturar

Os maiores riscos de segurança associados às criptomoedas

Fora a questão do anonimato, uma das maiores preocupações provindas das transações com criptomoedas está na vulnerabilidade das suas plataformas de troca online a ataques de hackers. O caso recente da criptomoeda Pancake Bunny é um bom exemplo disso.

Outros problemas ainda incluem:

  • A invasão de carteiras virtuais é possível por meio de ataques com cavalos de tróia;
  • Os ataques de phishing atuam fortemente no setor, mesmo contra grandes plataformas de troca;
  • Os hackers podem fazer transações fajutas e prejudicar os usuários;
  • Muitas startups abrem ofertas nas plataformas, o que traz alto risco aos investidores, com potenciais de fraudes;

Além de tudo isso, há também a questão da regulamentação local dessas moedas. Em muitos países, por exemplo, essas transações são ilegais ou fortemente taxadas com impostos.

A boa notícia é que todas essas questões podem ser facilmente resolvidas. Basta que os usuários implementem uma VPN de qualidade em seus dispositivos antes de trabalhar com seus investimentos com criptomoedas.

CLIQUE AQUI PARA ADQUIRIR A NORDVPN COM DESCONTO DE 65%

O que é VPN?

Para quem ainda não conhece a tecnologia, uma VPN (sigla para “Virtual Private Network”, ou rede virtual privada) é uma ferramenta digital utilizada para estabelecer uma conexão segura com a internet por meio de criptografia.

Em termos gerais, uma conexão VPN protege todo o tráfego de navegação de seus usuários sob um “manto criptografado” e evita, assim, que as atividades deles na internet sejam identificáveis por pessoas não autorizadas.

Outra vantagem das VPNs é que, em decorrência de seu mecanismo, elas acabam também aumentando o anonimato e privacidade dos seus usuários, ocultando seu endereço IP e prevenindo que seus dados e localização sejam rastreados por terceiros, incluindo seu provedor de internet.

Capturar2

Como escolher um bom provedor VPN?

Um bom provedor VPN é aquele que fornece um serviço de qualidade em pelo menos três aspectos principais: velocidade, privacidade e segurança. Primeiramente, então, as melhores VPNs devem contar com um número adequado de servidores espalhados pelo mundo para disponibilizar conexões rápidas e estáveis.

Em segundo, é indispensável que possuam uma política de zero registro, bem como protocolos de criptografia de ponta para garantir ao máximo a privacidade de seus clientes. Em terceiro, é importante que o serviço seja oferecido por uma marca com tradição e história no mercado. Afinal, quando se fala de segurança e confiabilidade, não há como negar que a reputação é sempre um fator fundamental.

É por isso que, na busca por um dos melhores serviços de VPN da atualidade, os usuários devem escolher opções sólidas e tradicionais como a NordVPN.

CLIQUE AQUI E OBTENHA A NORDVPN COM 65% DE DESCONTO

Motivos para utilizar uma VPN em transações com criptomoedas

1) Maior segurança no tráfego de dados

Ao usar uma VPN, o usuário criptografa todo o tráfego de dados que ocorre entre seu dispositivo e a internet, prevenindo, assim, que terceiros mal-intencionados monitorem suas atividades na rede, em especial quando conectados em espaços públicos.

Isso é de extrema relevância para quem deseja fazer transações de criptomoedas na internet, já que um dos golpes mais comuns na atualidade, é justamente a criação de uma rede pública falsa que permite aos hackers acessar os dados de login do usuário.

Com uma VPN instalada no dispositivo, esses hackers não conseguem fazer isso.

2) Endereço IP privado

Ao usar uma VPN, o seu endereço IP se torna oculto e, portanto, ninguém fora da sua rede consegue decifrar a real localização do seu dispositivo. Isso é ideal para pelo menos dois cenários no uso de criptomoedas.

Em primeiro lugar, deixar que seus dados fiquem expostos durante uma transação de criptomoedas desafia todo o propósito do suposto “anonimato” das plataformas de trocas. Assim, o uso de uma VPN é crucial para se ter maior segurança e privacidade em seus investimentos.

Em segundo, alguns países podem impor barreiras ou mesmo censurar as transações com criptomoedas. Ao manter seu IP oculto, o usuário consegue burlar essas restrições e exercer com plenitude seus direitos de investidor em qualquer lugar do globo.

3) Proteção contra phishing

Sendo um dos golpes mais usados no roubo de criptomoedas, o phishing é algo em que os usuários devem certamente prestar atenção. Para quem não conhece a tática, trata-se do envio de mensagens ou e-mails falsos que simulam páginas e plataformas legítimas para induzir os investidores a compartilharem seus dados de login.

Embora não sejam todas as VPNs que forneçam tais recursos, algumas disponibilizam a seus clientes uma lista negra de páginas que são usadas para phishing e evitam que eles caiam nesses golpes.

É claro, contudo, que os usuários devem sempre tomar um cuidado extra ao se deparar com sites suspeitos, independentemente do aviso da VPN.

4) Acesso a moedas e plataformas com restrição geográfica

Como já mencionado, as VPNs conseguem ocultar o IP de seus usuários e, assim, permitir que eles alterem sua localização aparente. Uma das vantagens nisso é justamente a ampliação do leque de opções para investimentos.

Com uma VPN, plataformas e moedas que são exclusivas de certas regiões se tornam repentinamente disponíveis em qualquer canto do mundo e os investidores podem, com maior liberdade, escolher aquelas que mais lhes convêm.

Resumindo

Ao usar uma boa VPN, os investidores garantem o melhor das criptomoedas sem ter que arcar com seus maiores riscos. E, de bônus, eles ainda conseguem acesso a oportunidades extras de investimentos para diversificar suas aplicações.

CLIQUE AQUI E ADQUIRA O PLANO DE 2 ANOS DA NORDVPN COM 65% DE DESCONTO E ESTEJA SEGURO ON-LINE AGORA MESMO!

Deixe um comentário