Bovespa: Índice de ações do setor de energia elétrica fecha em baixa de -1,59% nesta terça-feira, 04 de maio de 2021

LinkedIn

SÃO PAULO, 04 de maio de 2021 (ADVNEWS) – O Índice de ações do setor de energia elétrica da BM&FBovespa fechou o pregão desta terça-feira cotado em 79.141,72 pontos – uma desvalorização de -1,48% em relação ao pregão anterior.

Lançado em Agosto de 1996, o IEE (Índice de Energia Elétrica) entrou para a história como o primeiro índice setorial da BM&FBovespa. Constituído pelas empresas de capital aberto mais significativas do setor de energia elétrica, o IEE tem como objetivo mensurar o desempenho das empresas deste segmento.

Ao longo do dia, a cotação do índice oscilou bastante, registrando uma diferença de 1.673,30 pontos entre os valores mínimo (78.722,42) e máximo (80.395,72) obtidos pelo indicador.

No total, 20.577 negócios envolvendo as ações que compõem a carteira de ativos do Índice de Energia Elétrica foram realizados durante o pregão, movimentando mais de 68.954.000 ações.

Com a desvalorização de hoje, o IEE acumula uma alta de +30,54% nos últimos doze meses. No ano, o índice acumula uma baixa de -4,47%.

Desempenho das principais ações componentes do Índice de Energia Elétrica no pregão de 04 de maio de 2021

Um total de 0 negócios foram realizados envolvendo as ações da AES Tietê – uma das maiores companhias de geração e de distribuição de energia elétrica no mundo. Esses negócios envolveram a transação de 0 ações da empresa

* As ações da AES Tietê fecharam cotadas em R$ – – uma valorização de +0,00%.

Um total de 35.860 negócios foram realizados envolvendo as ações preferenciais e ordinárias da CEMIG – companhia energética de Minas Gerais. Esses negócios envolveram a transação de 14.709.600 ações da empresa e a movimentação de R$ 353.265.753,60

* As ações ordinárias da CEMIG fecharam cotadas em R$ 14,12 – uma desvalorização de -0,21%.

* As ações preferenciais da CEMIG fecharam cotadas em R$ 12,03 – uma desvalorização de -0,58%

Um total de 27.293 negócios foram realizados envolvendo as ações preferenciais e ordinárias da Eletrobras – empresa de energia eletrico controlada pelo governo brasileiro. Esses negócios envolveram a transação de 9.883.100 ações da empresa e a movimentação de R$ 704.645.263,80

* As ações ordinárias da Eletrobras fecharam cotadas em R$ 35,15 – uma desvalorização de -0,58%.

* As ações preferenciais da Eletrobras fecharam cotadas em R$ 35,45 – uma desvalorização de -4,40%.

Veja as cotações de fechamento da lista completa das ações que compõem o Índice de Energia Elétrica da BM&FBOVESPA

Principais destaques positivos e negativos do Mercado Bovespa no pregão de 04 de maio de 2021

Dentre todos os ativos negociados no mercado de ações da Bovespa, 35,12% (413) fecharam o pregão desta terça-feira operando em alta. As maiores altas registradas no fechamento do pregão foram:

1) Valorização de +61,08% da ação ordinária MERCANTIL DO BRASIL ON
2) Valorização de +21,94% da ação ordinária J B DUARTE ON
3) Valorização de +13,32% da ação preferencial ALPARGATAS PN

Veja o ranking completo das maiores altas do Mercado Bovespa.

Dentre todos os ativos negociados no mercado de ações da Bovespa, 61,73% (726) fecharam o pregão desta terça-feira operando em baixa. As maiores baixas registradas no fechamento do pregão foram:

1) Desvalorização de -57,14% da ação ordinária Excellen
2) Desvalorização de -21,57% da ação recibo de depósito TechnipFMC
3) Desvalorização de -13,97% da ação recibo de depósito BioNTech

Veja o ranking completo das maiores baixas do Mercado Bovespa.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário