Cemig aprova distribuição de R$ 1,482 bilhão como dividendos mínimos obrigatórios

LinkedIn

Cemig aprovou a distribuição de R$ 1,482 bilhão como dividendos mínimos obrigatórios aos acionistas da companhia, a serem pagos em duas parcelas iguais, sendo a primeira até 30 de junho de 2021 e a segunda até 30 de dezembro de 2021.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:CMIG3) (BOV:CMIG4) nesta sexta-feira (30). Confira o documento na íntegra.

O pagamento do montante de R$ 553.488 mil será feito na forma de Juros sobre o Capital Próprio, sendo R$ 120.000 mil equivalente a R$ 0,07904259285 por ação ordinária/preferencial, declarados em 22-09-2020, e R$ 433.488 mil equivalente a R$ 0,28553346242 por ação ordinária/preferencial.

O pagamento no valor de R$ 928.658 mil será na forma de dividendos de 2020, o que corresponde a R$ 0,61169613494 por ação da companhia.

Os acionistas que terão direito de receber os dividendos, são aqueles com ações da Cemig ao final do pregão de hoje, ao passo que os papéis serão negociados “ex-direitos” a partir de segunda-feira.

A Cemig pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 14 de maio.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Lucro líquido de R$ 2,6 bilhões da Cemig em 2020, recuo de 10,3%

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) registrou lucro líquido de R$ 2,864 bilhões em 2020, recuo de 10,3% em comparação com 2019.

No ano, a receita líquida recuou 1%, para R$ 25,228 bilhões. Já o Ebitda, cresceu 29,7%, para R$ 5,694 bilhões. Já o Ebitda no critério ajustado – que exclui itens considerados não recorrentes – atingiu R$ 4,875 bilhões no ano, expansão de 7,1%.

Deixe um comentário