Eneva (ENEV3): lucro líquido sobe 13% para R$ 203 milhões no 1T21

LinkedIn

A Eneva registrou lucro líquido de R$ 203,1 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 13% em relação ao mesmo período do ano passado, com impulso da grande geração térmica da companhia em meio aos baixos níveis históricos dos reservatórios de hidrelétricas no início do ano.

A companhia iniciou o ano com 100% de suas térmicas ligadas e apenas começou a desligá-las na terceira semana de fevereiro. Com isso, o despacho médio ponderado entre janeiro e março foi de 58%, ante 50% no mesmo período do ano passado.

A receita operacional líquida da companhia nos três primeiros meses do ano foi de R$ 951,4 milhões, crescimento de 1,3% na comparação anual.

Já o ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado no trimestre ficou em R$ 446 milhões, aumento de 2,8%.

A posição de caixa e equivalentes ficou em 2,1 bilhões no final do trimestre e a alavancagem (dívida líquida/Ebitda últimos 12 meses) em 3,3 vezes.

Segundo a companhia, os resultados refletem melhoras nas margens fixas das usinas a gás, aumento da margem variável na unidade de Pecém II e menores gastos com sísmicas em relação ao primeiro trimestre de 2020.

As térmicas do grupo registraram maior nível de despacho no começo de 2021, principalmente em janeiro e fevereiro, devido ao baixo volume de chuvas, que levou a uma menor geração das usinas hidrelétricas no país, no período. Ao todo, o despacho médio ponderado pela capacidade das usinas da Eneva no primeiro trimestre foi de 58%, comparado com 56% em igual período em 2020.

Os resultados da Eneva (BOV:ENEV3) referentes suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 12/05/2021. Confira o Press Release completo!

 

Deixe um comentário