Futuros dos EUA apontam para um início positivo em Wall Street no mês de maio

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam em queda nesta segunda-feira, segundo as baixas em Wall Street na sexta-feira.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 1,28% liderando as perdas regionais, enquanto o Taiex em Taiwan caiu 1,96%, fechando em 17.222,35 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,66% e fechou em 3.127,20 pontos.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 encerrou o dia de negociação com alta de 0,04% em 7.028,80 pontos. Os principais bancos australianos fecharam em alta, enquanto as mineradoras de minério de ferro caíram, apesar da commodity ainda ser negociada a preços extraordinariamente altos, em meio a uma forte perspectiva para os preços do aço. A BHP caiu 1,4%, para US$ 47,03, a Rio Tinto caiu 0,9%, para US$ 120,09 e Fortescue caiu 0,5%, para US$ 22,48. As produtoras de petróleo também sofreram. Santos caiu 2,3% e Woodside Petroleum recuou 1,7%.

O ASX200 ganhou 3,5% em abril e subiu todos os meses nos últimos 13 meses, com exceção de setembro.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão caiu 0,72%.

Os principais mercados da China, Japão e Tailândia ficaram fechados por conta de feriados.

Os investidores continuaram monitorando a situação da Covid na Índia enquanto o país continua a lutar contra uma segunda onda de infecções. No fim de semana, mais de 400.000 novos casos diários foram registrados.

A Rússia procurou a China para ajudar a produzir sua vacina Sputnik V para COVID-19.

EUROPA: As bolsas europeias sobem na manhã de segunda-feira, com o Reino Unido fechado devido feriado.

O DAX da Alemanha e o CAC 40 da França registram alta de 0,36% e 0,14%, respectivamente, enquanto o IBEX 35 da Espanha sobe 0,32% e o FTSE MIB da Itália avança 0,51%.

O Stoxx 600 sobe 0,25%, com as ações da Lufthansa saltando 3,4%, liderando o pan-índice depois que a companhia aérea alemã disse que vai ofertar voos para mais de 100 destinos nas férias. Enquanto isso, as ações da Siemens Healthineers sobem 1,2% depois que a empresa alemã de tecnologia para saúde elevou suas vendas anuais e projeções de lucro.

Em termos de dados econômicos, as vendas no varejo alemão registraram seu maior aumento ano a ano em março desde o início da pandemia de Covid.

EUA: Os futuros de ações dos EUA sobem no pregão matinal de segunda-feira, com os investidores se preparando para o primeiro dia de negociações de maio em Wall Street.

Apesar da fraqueza dos índices de ações na sexta-feira, o S&P 500 registrou seu terceiro mês consecutivo de ganhos em abril, adicionando mais de 5% ao índice, com os investidores apostando em uma forte recuperação econômica. O S&P 500 sobe 11% no ano. O benchmark fechou em níveis recordes na quinta-feira após fortes resultados corporativos da Apple e do Facebook.

O Dow Jones subiu cerca de 2,7% no mês passado, enquanto o Nasdaq Composite ganhou 5,4% em abril.

Os investidores se preparam para outra semana de balanços. Lowe’s, Estee Lauder e ON Semiconductor reportam antes do sino de abertura.

Os dados do PMI de manufatura de abril serão divulgados às 10h45, seguidos pelos dados de manufatura do ISM às 11h00. No mesmo horário sairá os gastos com construção.

O presidente do FED, Jerome Powell falará às 15h20.

ÍNDICES FUTUROS – 6h30:
Dow: +0,51%
SP500: +0,39%
NASDAQ: +0,10%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -3,72%
Brent: -0,42%
WTI: -0,32%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário