MicroStrategy compra mais 271 BTC a um preço médio de US$ 55.387

LinkedIn

A MicroStrategy (NASDAQ:MSTR), empresa de inteligência de negócios com sede na Virgínia, adicionou mais 271 Bitcoin (BTC) às suas reservas estratégicas, reforçando a crescente convicção do CEO Michael Saylor no ativo digital.

As compras foram feitas até 13 de maio por um preço médio de US$ 55.387, revelou Saylor na quinta-feira. A MicroStrategy agora tem 91.850 BTC em seus livros por um preço médio de compra de US$ 24.403.

CapturadeTela2021-05-14às10.20.40

A MicroStrategy comprou 271 bitcoins adicionais por US$ 15.0 milhões em dinheiro a um preço médio de ~ $ 55.387 por #bitcoin. Em 13/05/2021, nós #holdamos ~ 91.850 bitcoins adquiridos por ~ $ 2,241 bilhões a um preço médio de ~ 24.403 por bitcoin. 

A MicroStrategy também divulgou a compra à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, ou SEC, por meio de um formulário 8-K que foi apresentado na quinta-feira.

Embora a compra da MicroStrategy pareça ter coincidido com a última correção no preço do Bitcoin, estimulada pela decisão repentina de Elon Musk de parar de aceitar pagamentos BTC em veículos Tesla, a empresa de inteligência de negócios não está cronometrando o mercado. Saylor indicou em fevereiro que não pretende diminuir a taxa de compra de BTC de sua empresa, já que arrebatou outro US$ 1 bilhão em ativos digitais.

A MicroStrategy está no topo da lista das empresas com tesouros corporativos em Bitcoin, detendo cerca de 0,437% do estoque circulante do ativo.

A MicroStrategy está adquirindo Bitcoin com a premissa de que o ativo digital é uma reserva confiável de valor em face da desvalorização sistêmica do dólar. Chegou ao ponto de emitir dívida para expandir seu portfólio de Bitcoin.

A oferta de dinheiro M2 dos Estados Unidos explodiu desde a crise financeira de 2008 e, mais recentemente, desde o início da pandemia de Covid-19. Desde fevereiro de 2020, a oferta de moeda cresceu quase 30%, para US $ 19,896 trilhões, de acordo com o St. Louis Federal Reserve Bank. Para colocar isso em perspectiva, o aumento ano a ano na oferta de moeda M2 nunca tinha ultrapassado 15% até 2020.

Por Sam Bourgi

Deixe um comentário