Rede D'or conclui aquisição de 100% do Hospital Balbino

LinkedIn

Rede D’Or divulgou que, por meio de sua controlada Hospitais Integrados da Gávea – Clínica São Vicente, concluiu a aquisição de 100% do Hospital Balbino, localizado na capital do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:RDOR3) no sábado (29).

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) havia aprovado a aprovação, sem restrições, em 10 de março último.

O hospital possui 141 leitos com capacidade de realização de cirurgias de diversas especialidades, bem como a condução de consultas ambulatoriais e pronto atendimento.

A Rede D´Or (RDOR3) comprou, em 12 de abril, 51% do capital do Hospital Nossa Senhora das Neves S.A. (HNSN).

O grupo possui muitas subsidiárias, incluindo laboratórios, um ativo hospitalar adicional (Clim Hospital Geral) e imóveis. HNSN e Clim são hospitais de alto padrão em João Pessoa (Paraíba) com 235 leitos. O valor do negócio foi fixado em R$ 550 milhões, implicando um múltiplo de transação indiscutivelmente atraente de R$ 2,34 milhões/leito (antes de um potencial plano de expansão brownfield), e apenas 8x o EBITDA.

Grande infraestrutura hospitalar

Por serem hospitais de alta complexidade, o HNSN e o Clim são considerados por muitos setores interessados como a melhor infraestrutura hospitalar disponível no estado da Paraíba.

Um ano após o fechamento, a Rede D’or estima que o grupo terá receita líquida de R$ 320 milhões (1,5% das receitas anuais da RDOR) e EBITDA de R$ 70 milhões, implicando em uma margem EBITDA de 22% (vs. RDOR 2021E 26%). 

Lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no 1T21, alta de 254,6%

Rede D’or São Luiz registrou lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 254,6% em relação ao mesmo período de 2020.

“Além do sólido crescimento do resultado operacional, o lucro líquido foi positivamente impactado pelo anúncio do pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) anunciados no fim do primeiro trimestre. A taxa efetiva de imposto no trimestre foi de 15% ante 30% no mesmo trimestre do ano anterior”, apontou a companhia em seu relatório trimestral.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – também atingiu o recorde, somando R$ 1,134 bilhão nos meses entre janeiro e março, aumento de 86% na comparação com igual época de 2020. O Ebitda ajustado, por sua vez, cresceu 95,3%, para R$ 1,330 bilhão no primeiro trimestre.

receita líquida totalizou R$ 4,719 bilhões no primeiro trimestre deste ano, incremento de 43% ante o mesmo trimestre em 2020. Enquanto isso, as despesas gerais e administrativas expandiram 45,2% em um ano, para R$ 217,9 milhões o primeiro trimestre.

Deixe um comentário