“Regular as criptomoedas é irrelevante”, afirma presidente do Banco Central brasileiro

LinkedIn

Regras para as criptomoedas têm sido um assunto de destaque na Câmara dos Deputados do Brasil, mas, segundo o presidente do Banco Central, regras sobre o Bitcoin e demais criptoativos são totalmente irrelevantes.

Para Roberto Campos, o sistema descentralizado das criptomoedas não é algo totalmente ruim. Contudo, necessita-se que os reguladores fiquem atentos ao network em torno dos criptoativos para que eles colaborem com a melhora do sistema financeiro como um todo.

Campos ainda comentou que o sistema financeiro é como uma rodovia e as criptomoedas são como os carros. Estes, portanto, após fabricados e colados em circulação, ajudaram a melhorar o fluxo da via.

“Regular as criptomoedas é irrelevante. O cripto tem uma coisa muito diferente, porque o network fica cada vez melhor para cada ativo criado na margem. Em uma analogia pobre, é como se cada carro fabricado melhorasse a eficiência da rodovia”

Criptomoedas e sistemas

Campos ainda comentou que o futuro aponta para um sistema de economia de dados. Ou seja, um sistema capaz de proporcionar o compartilhamento de informações entre diferentes instituições, semelhante ao Open Banking.

O fato, portanto, torna o sistema blockchain das criptomoedas fundamental para o sucesso desse processo e é para isso que os reguladores devem levar a sua atenção.

“Está caminhando para uma coisa descentralizada, mais digital.”

O presidente do Banco Central deu destaque para a integração do Open Banking no qual as big techs e empresas de mídias digitais querem ter acesso aos dados bancários e incluir-se no universo financeiro.

Entretanto, estas mesmas dificultam o acesso do banco aos seus dados, o que não se torna algo assim tão positivo. Portanto, Campos afirmou que esta nova funcionalidade será regulada fortemente e se seus dados não forem legíveis, então não será possível participar do sistema.

Por Gabrieli Torres

 

Deixe um comentário