BF Mineração arremata os direitos de exploração do projeto Fosfato - Miriri

LinkedIn

O Ministério de Minas e Energia (MME) licitou nesta quinta-feira, 10, o depósito mineral do projeto Fosfato – Miriri, do Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM), na região costeira dos Estados de Pernambuco e Paraíba. A BF Mineração Ltda arrematou os direitos de exploração do projeto, parte do Programa de Parceria de Investimentos (PPI) do Ministério da Economia.

A mineradora ofereceu R$ 51 mil em bônus de assinatura, o que representa um ágio de 70% do lance mínimo. Se a empresa vencedora viabilizar um projeto para a produção de concentrado de fosfato, será pago à CPRM um bônus de oportunidade de R$ 2,6 milhões. Nesse caso, são esperados R$ 190 milhões em investimentos, além da expectativa de geração de dois mil empregos, informou o MME.

O depósito de Cobre de Bom Jardim (GO), também ofertado no leilão de hoje, não recebeu propostas. Segundo a comissão de licitação, a concorrência poderá se repetir junto ao leilão do depósito de Rio Capim/Caulim, previsto para novembro deste ano.

O depósito de fosfato de Miriri corresponde a sete processos minerários divididos em dois blocos. Totaliza 6.112,18 hectares com 115 milhões de toneladas de minério de fosfato e teor médio de 4,19% de P2O5. A região do Projeto Miriri está inserida na bacia do Paraíba, mais especificamente nas sub-bacias Olinda e Alhandra.

Informações Broadcast

Deixe um comentário