Bitcoin cai novamente na terça-feira, rolando abaixo de US$ 30.000 ás 9h40

LinkedIn

A queda do bitcoin (COIN:BTCUSD) continuou na manhã de terça-feira (22), com a criptomoeda líder caindo abaixo de um nível-chave e sendo negociada por seu preço mais baixo em mais de cinco meses.

O Bitcoin caiu -6,57%, para US$ 29.571,90, ás 9h40 (horário de Brasília). Os traders alertaram que uma quebra abaixo de US$ 30.000 pode levar a mais perdas.

Os preços do bitcoin e de outras criptomoedas foram atingidos nas últimas semanas por manchetes da China, onde os reguladores impuseram novas restrições à mineração com uso intensivo de energia e reiteraram regras para empresas financeiras sobre o fornecimento de serviços de criptografia.

As preocupações ambientais também se tornaram um novo ponto de inflamação para a classe de ativos, com o CEO da Tesla, Elon Musk, suspendendo o uso de bitcoin como pagamento para veículos e dizendo que a pausa permaneceria em vigor até que os mineradores usassem mais energia limpa.

Os analistas técnicos observaram o nível de US$ 30.000 como um nível de suporte chave nas paradas, depois que a criptomoeda caiu para perto dessa mínima durante a queda de maio. Os analistas, que estudam gráficos para tomar decisões de compra e venda, acreditam que o próximo nível a ser observado para suporte pode agora ser tão baixo quanto US$ 20.000.

Agora que está se aproximando dos US$ 29.000, o preço do bitcoin ameaça ficar negativo no ano.

Com as perdas de terça-feira, o bitcoin caiu cerca de 54% desde seu maior recorde de mais de US$ 64.000 em meados de abril.

Outras criptomoedas também enfrentaram pressão, com o Ether caindo 8% e o dogecoin caindo mais de 16%.

Deixe um comentário