Carrefour: Atacadão comunica que todas as lojas adquiridas do Makro Atacadista foram integralmente convertidas para a bandeira da rede

LinkedIn

O Grupo Carrefour Brasil informou que todas as lojas adquiridas do Makro Atacadista SA foram integralmente convertidas para a bandeira “Atacadão”, e que em 1º de junho de 2021 concluiu a inauguração de todas as lojas, com exceção da loja alugada localizada em São Gonçalo/RJ (e respectivo posto de combustível), que foi excluída da transação, por questões negociais junto ao proprietário do imóvel.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:CRFB3), nesta quinta-feira (24). Confira o documento na íntegra.

“A companhia terá desembolsado o valor total de R$ 1.957.996.971,51, sujeito a determinados ajustes adicionais, em relação a aquisição das 22 lojas próprias, 7 lojas alugadas (totalizando 29 novas lojas) e 13 postos de combustível anunciadas no fato relevante de 16 de fevereiro de 2020, após a transferência definitiva das 2 últimas lojas próprias, atualmente em fase final de registro nos respectivos cartórios de registro de imóveis (Maceió/AL e Teresina/PI)”, destacou em um fato relevante enviado ao mercado nesta quinta-feira à noite.

Segundo o Carrefour, a conversão e abertura ocorreu em apenas 6 meses, contra estimativa inicial de 12 a 15 meses.

De acordo com a companhia, as vendas nos primeiros meses de operação indicam que a meta inicial de maturação será atingida até o final de 2021, ou seja, as vendas mensais esperadas para o quarto ano serão atingidas no sexto mês de operação plena.

“Como resultado da acelerada maturação das lojas, o crescimento esperado da receita após 4 anos em relação aos níveis anteriores à aquisição foi revisado para cima para 100% versus a meta anterior de 60%, o que se traduz em uma expectativa de R$ 5,4 bilhões em receita bruta (R$ 4,9 bilhões em receita líquida) em 4 anos para as 28 lojas”, explicou a rede.

O Carrefour informou ainda que o EBITDA das 28 lojas deve atingir breakeven nos próximos 6 meses, aumentando ainda mais durante o período futuro de maturação das lojas, contribuindo com mais de R$ 1 bilhão, em uma base cumulativa, nos próximos 4 anos.

A companhia estima que em 4 anos essas lojas irão adicionar R$ 350 milhões anuais ao seu EBITDA, uma contribuição importante para o EBITDA do Atacadão, que totalizou R$ 3,6 bilhões em 2020.

“A conclusão desta importante etapa ratifica a estratégia de crescimento assertiva do Grupo Carrefour Brasil na bandeira Atacadão nos últimos anos, bem como a capacidade de execução única do seu time de expansão. De 2018 a 2020, o Atacadão construiu e lançou 20 novas lojas por ano. Desde o início de 2021, foram inauguradas 28 novas lojas e 1 atacado de entrega, incluindo a expansão orgânica e a reabertura de lojas adquiridas. Atualmente, o Atacadão opera 233 lojas e 30 atacados de entrega, totalizando 263 ativos e ainda tem um plano de expansão robusto para o futuro. Em particular, o Atacadão pretende abrir mais 16 lojas e 3 atacados de entrega em 2021, atingindo assim 249 lojas e 33 atacados de entrega ao final deste ano.

Em março deste ano o Grupo Carrefour Brasil anunciou a aquisição do Grupo BIG, com forte presença no sul do país.

Carrefour (CRFB3): lucro líquido de R$ 420 milhões, no 1T21, alta de 4,7%

lucro líquido ajustado atribuível aos controladores do Carrefour foi de R$ 420 milhões no primeiro trimestre, alta de 4,7%, na base anual. O lucro líquido aos controladores, por sua vez, subiu 154,3% no período e somou R$ 923,0 milhões quando comparado a igual intervalo de 2020, quando registrou R$ 363 milhões no 1T20.

“O Grupo Carrefour Brasil apresentou outro forte desempenho no primeiro trimestre, superando o mercado com crescimento de vendas de dois dígitos em uma base de comparação desafiadora, e apresentando rentabilidade robusta em um ambiente muito desafiador no Brasil. O crescimento bastante sólido tanto no Atacadão quanto no Carrefour Varejo, nas lojas e online, demonstra a força do nosso modelo multiformato e omnicanal, e estamos estimulados pela retomada do crescimento do Banco Carrefour. O trimestre também foi marcado pelo anúncio da aquisição transformacional do Grupo BIG, que fortalecerá ainda mais nosso ecossistema e consolidará nossa posição como varejista líder no Brasil”, disse o presidente da companhia, Noël Prioux, em relatório de resultados do primeiro trimestre.

receita líquida total aumentou 13,8% no trimestre e alcançou R$ 16,4 bilhões na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Deixe um comentário