Cemig: controlada Gasmig informou que governo de Minas Gerais irá realizar licitação para revisão tarifária de gás canalizado

LinkedIn

Gasmig (Companhia de Gás de Minas Gerais), controlada pela Cemig, informou que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais, responsável pela regulação e homologação das tarifas do serviço de distribuição de gás canalizado, irá realizar licitação na modalidade de pregão eletrônico para prestação de serviços especializados de consultoria regulatória para aplicação da metodologia e dos demais procedimentos para revisão tarifária do serviço de distribuição de gás natural canalizado.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:CMIG3) (BOV:CMIG4) na sexta-feira (18). Confira o documento na íntegra.

A proposta é antecipar o encerramento do atual ciclo tarifário até 31 de dezembro de 2021 e iniciar um novo ciclo quinquenal em 1º de janeiro de 2022.

De acordo com comunicado da Cemig, o governo mineiro, por meio da secretaria, disse compreender que os acontecimentos de 2019 e 2020 eram imprevisíveis em relação aos cenários que antecederam a última RTP para o ciclo 2018-2022. “Em vista dos impactos negativos vivenciados, compreende-se que a antecipação de um novo processo de revisão tarifária favorecerá o equilíbrio econômico-financeiro da concessão, além de possibilitar o reposicionamento tarifário da concessionária com vistas à modicidade.”

Lucro líquido de R$ 422 milhões no 1T21, revertendo prejuízo

Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) registrou lucro líquido de R$ 422 milhões no primeiro trimestre, revertendo o prejuízo de R$ 68,7 milhões apurado no mesmo intervalo do ano passado, impulsionada pelo aumento das receitas no primeiro trimestre de 2021 e pelo reconhecimento, em 2020, da redução ao valor recuperável de ativos mantidos para venda no valor líquido de tributos de R$ 402 milhões.

ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – cresceu 133,25%, para R$ 1,8 bilhão, no mesmo intervalo de comparação. A margem do indicador passou de 13,09%, no primeiro trimestre de 2020, para 25,97% este ano.

Já o Ebitda ajustado pela exclusão dos itens não recorrentes aumentou 22,92% entre janeiro e março, para R$ 1,65 bilhões, enquanto a margem do indicador subiu de 22,32% para 23,33%.

Informações Broadcast

Deixe um comentário