Confira a agenda econômica da semana (21 a 25 de junho): Copom, PMIs, IPCA-15…

LinkedIn

A agenda da próxima semana será marcada pela ata do Copom que está programada para terça-feira, mas, na segunda, o Boletim Focus já pode trazer uma revisão em alta das projeções para a Selic, a taxa básica de juros, depois que o Copom sinalizou na última quarta que pode levar o juro básico para 5% em agosto ou mais, para evitar a disparada da inflação.

Além disso, saem os primeiros sinais de atividade econômica de junho com prévias dos PMIs, os índices de gerentes de compras, nos EUA e também na Europa na quarta-feira. Ainda nos EUA, o presidente Joe Biden retomará as discussões do pacote de estímulos para infraestrutura no Congresso. O PIB americano do primeiro trimestre e a decisão de juros pelo Banco de Inglaterra na quinta são outros eventos a seguir na agenda internacional.

Quinta é dia de Relatório Trimestral da Inflação e de ouvir os importantes dirigentes do Banco Central, o presidente Roberto Campos Neto e o diretor de Política Econômica, Fabio Kanczuk, que podem comentar a ata e o comunicado do Copom.

Na sexta, a agenda está repleta de indicadores de inflação aqui e nos EUA. Teremos IPCA-15, a chamada prévia da inflação oficial, de junho, que pode pesar na decisão de juros para agosto. O Deflator do PCE, inflação usada pelo Fed, vai estar nos holofotes, depois da postura mais agressiva da autoridade monetária. Por falar em Fed, os diretores do banco central americano falam todos os dias da semana, o que deve aumentar a volatilidade.

No cenário corporativo, a agenda traz o IPO, a oferta pública inicial, da BR Partners na segunda. O papel saiu a R$16,00, no piso do intervalo. A precificação da oferta subsequente da EcoRodovias está prevista para terça. Semana traz ainda os leilões do Tesouro Nacional na terça e na quinta. Nos EUA, também haverá venda de Treasuries. A agenda de indicadores na China está esvaziada.

Calendário Semanal

  • Segunda-feira (21/06/2021)

🇧🇷 Relatório Boletim Focus (08h25) ⭐️
🇺🇸 Índice de atividade nacional Fed Chicago mensal (09h30)
🇺🇸 Fed – Discurso do diretor James Bullard (10h30)
🇪🇺 BCE – Discurso da presidente Cristine Lagarde (11h15)
🇧🇷 Balança comercial semanal (15h00)
🇺🇸 Fed – Discurso do diretor John Williams (16h00)

  • Terça-feira (22/06/2021)

🇧🇷 Banco Central – Ata Copom (08h00) ⭐️
🇪🇺 Confiança do consumidor mensal (11h00)
🇺🇸 Sondagem industrial do Fed Richmond mensal (11h00)
🇺🇸 Variação de vendas de casas usadas mensal (11h00)
🇺🇸 Leilão primário de Treasueries de dois anos (14h00) ⭐️
🇺🇸 Fed – Sabatina com o presidente Jerome Powell (15h00) ⭐️
🇺🇸 Variação no estoque de petróleo EIA semanal (17h30)
🇯🇵 BoJ – Ata da reunião de política monetária (20h50)
🇯🇵 PMI composto, industrial e de serviço mensal (21h30)

  • Quarta-feira (23/06/2021)

🇩🇪 PMI composto, industrial e de serviço mensal (04h30)
🇪🇺 PMI composto, industrial e de serviço mensal (05h00)
🇬🇧 PMI composto, industrial e de serviço mensal (05h30)
🇧🇷 Índice IPC-S semanal (08h00)
🇺🇸 Saldo de conta correte trimestral (09h30)
🇺🇸 FED- Discurso da diretora Michelle Bowman (10h10)
🇺🇸 PMI composto, industrial e de serviço mensal (10h45)
🇺🇸 Vendas de casas novas mensal (11h00) ⭐️
🇺🇸 Variação no estoque de petróleo EIA semanal (11h30) ⭐️
🇺🇸 Fed – Discurso do diretor Raphael Bostic (12h00)
🇺🇸 Leilão primário de Treasueries de cinco anos (14h00) ⭐️
🇧🇷 Fluxo cambial mensal (14h30)
🇺🇸 Fed – Discurso do diretor Eric Rosengren (17h30)

  • Quinta-feira (24/06/2021)

🇩🇪 Índice Ifo de clima de negócios (05h00)
🇧🇷 Sondagem do consumidor FGV mensal (08h00)
🇬🇧 Banco da Inglaterra – Decisão de taxa de juros (08h00) ⭐️
🇧🇷 Campos Neto – Apresentação do Relatório Trimestral de Inflação (08h00) ⭐️
🇺🇸 Pedidos de seguro-desemprego semanal (09h30) ⭐️
🇺🇸 Variação do PIB trimestral (09h30) ⭐️
🇺🇸 Variação nos pedidos de bens duráveis mensal (09h30)
🇺🇸 Estoques no atacado mensal (09h30)
🇺🇸 Leilão primário de Treasueries de sete anos (14h00) ⭐️
🇬🇧 Índice GfK de confiança do consumidor mensal (20h01)

  • Sexta-feira (25/06/2021)

🇩🇪 Índice GfK de confiança do consumidor mensal (03h00)
🇧🇷 Índice IPC-Fipe (05h00)
🇧🇷 INCC-M mensal (08h00)
🇧🇷 IPCA-15 mensal e anual (09h00)⭐️
🇺🇸 Gastos e renda pessoal mensal (09h30)
🇧🇷 Transações correntes mensal (09h30)
🇧🇷 Investimento estrangeiro direto mensal (09h30)⭐️
🇺🇸 Índice de preço PCE anual e mensal (09h30)
🇺🇸 Pesquisa de condições de negócios U. de Michigan mensal (11h00)
🇺🇸 Confiança do consumidor Michigan mensal (11h00)
🇺🇸 Contagem de Sondas Baker Hughes (15h00)

Resumo do que passou…

⭐️ –  Confira tudo que aconteceu dia a dia no melhor resumo diário dos indicadores econômicos do Brasil e do mundo

Brasil

Os economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) elevaram a previsão para a taxa básica de juros (Selic), passando de 5,75% para 6,25% ao fim deste ano, de 5,50% há um mês. Para 2022, a estimativa seguiu em 6,50% pela quarta vez, enquanto para 2023 e 2024, a previsão para o juro básico foi mantida em 6,50% cada, há 11 e há sete semanas, respectivamente.

Já a previsão do Indice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ao fim deste ano subiu pela décima vez seguida, passando de 5,44% para 5,82%. Há um mês, a projeção era de +5,15%. Para 2022, a projeção passou de 3,70% para 3,78%, na quinta alta seguida. Já em 2023 e 2024, a previsão foi mantida em 3,25% em ambos há 48 e 20 semanas, respectivamente.

Já o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central subiu 0,44% em abril na comparação mensal, após o tombo de 1,59% em março quando interrompeu uma sequência de dez meses consecutivos em alta, indo a 139,65 pontos. Com isso, o resultado ficou abaixo da mediana das expectativas calculada pelo Termômetro CMA, de +0,50%.

E o Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) subiu 2,32% em junho. No mês anterior, o índice havia apresentado taxa de 3,24%. Com esse resultado, o índice acumula alta de 15,31% no ano e de 36,94% em 12 meses. Em junho de 2020, o índice variara 1,55% no mês e acumulava elevação de 7,18% em 12 meses.

Estados Unidos

O número de novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos subiu em 37 mil solicitações na semana encerrada em 12 de junho, totalizando 412 mil, após ter alcançado 375 mil na semana anterior, segundo estatísticas do Departamento do Trabalho ajustadas por fatores sazonais.

Os analistas previam 360 mil pedidos. Uma queda nos pedidos sugere que menos pessoas estão sem trabalho, enquanto uma alta indica o contrário. A média móvel dos pedidos de seguro-desemprego feitos nas últimas quatro semanas, um indicador menos volátil, caiu em 8 mil, em 395 mil pedidos.

Também, os preços dos produtores nos Estados Unidos subiram em seu maior ritmo anual em quase 11 anos em maio, com a inflação continuando a crescer na economia dos EUA, informou o Departamento do Trabalho na terça-feira.

O Federal Reserve aumentou drasticamente suas expectativas para a inflação este ano e antecipou o prazo para o próximo aumento das taxas de juros.

No entanto, o banco central não deu nenhuma indicação de quando começará a cortar seu agressivo programa de compra de títulos, deixando os investidores aguardando a entrevista coletiva do presidente Jerome Powell sobre as pistas sobre quando a redução começará.

Como esperado, o Comitê Federal de Mercado Aberto de formulação de políticas deixou sua taxa de empréstimo de curto prazo de referência ancorada perto de zero. Mas as autoridades indicaram que os aumentos nas taxas poderiam ocorrer já em 2023, após indicar em março que não houve aumentos até pelo menos 2024. O chamado gráfico de pontos das expectativas de membros individuais apontou para dois aumentos em 2023.

Europa

A conta corrente da zona do euro registrou superávit de Є 23,0 bilhões em abril, em bases ajustadas sazonalmente, após saldo positivo de Є 18,0 bilhões em março. Os dados foram divulgados pelo Banco Central Europeu (BCE).

O saldo da conta corrente mede as trocas com o exterior em mercadorias, serviços, rendas e transferências unilaterais. A balança de bens apresentou superávit de Є 27,0 bilhões em abril, após o saldo positivo de Є 24,0 bilhões do mês anterior. O resultado do período refletiu exportações de Є 207,0 bilhões e importações de Є 180,0 bilhões.

Na Alemanha, o índice de preços ao produtor da Alemanha sobe 7,2% em maio em relação ao mesmo mês de 2020, segundo dados divulgados pelo escritório federal de estatísticas do país, Destatis. Em abril, o índice subiu 5,2%. Na comparação mensal, o índice de preços ao produtor subiu 1,5% em maio, após a alta de 0,8% em abril.

Japão 

O Banco do Japão (BoJ) manteve a taxa de depósitos em -0,1% e a meta para juros de 10 anos perto de zero, ao mesmo tempo em que anunciou uma linha de crédito para ajudar bancos a se protegerem de mudanças climáticas e ampliou o prazo de um programa especial para empresas afetadas pela pandemia de covid-19.

A decisão foi aprovada por oito votos a favor e uma abstenção. O BoJ reiterou que continuará comprando sem limites os títulos do governo japonês, e manteve o limite de compras anuais de ETFs (fundo de índice, ou exchange-traded fund, em inglês) em 12,0 trilhões de ienes e o de compras anuais de fundos imobiliários com cotas negociáveis em bolsa em 180 bilhões de ienes.

(Com informações do TC, Estadão e ADVFN)

Deixe um comentário