Confira os Indicadores Econômicos desta segunda-feira (28/06/2021) - Boletim Focus, Saldo de Crédito, Tesouro Nacional…

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos de hoje, em destaque o custo médio da dívida pública total em 12 meses teve alta, passando de 7,22% ao ano, no acumulado até abril para 7,34% ao ano em maio, segundo dados do Tesouro Nacional.

Brasil

  • Boletim Focus: IPCA para 2021 sobe de 5,90% para 5,97%, Selic permanece em 6,50% ao ano

Os economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) revisaram a previsão do Indice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ao final deste ano pela décima-segunda vez seguida, passando de 5,90% para 5,97%. Há um mês, a projeção era de +5,31%. Para 2022, a projeção permaneceu em 3,78% pela segunda semana seguida. Para os anos de 2023 e 2024, a previsão é mantida em 3,25% em ambos há 50 e 22 semanas, respectivamente.

Ainda no âmbito do IPCA, a estimativa para os próximos 12 meses subiu pela décima-segunda vez seguida, passando de 5,93% para 6,00%, de 5,49% há um mês. É válido lembrar que as metas de inflação para 2021, 2022 e 2023 são de 3,75%, 3,50% e 3,25%, nesta ordem, conforme estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

  • Saldo de operações de crédito no Brasil atingiu R$ 4,178 trilhões em maio

O saldo de operações de crédito no Brasil atingiu R$ 4,178 trilhões em maio, o que representa alta de 1,2% na comparação com abril e crescimento de 3,9% ante maio do ano anterior, de acordo com dados do Banco Central (BC). A concessão de crédito somou R$ 391 bilhões em maio, com alta de 3,4% em base mensal e crescimento de 11% ante maio de 2020.

O saldo das operações de crédito para pessoas físicas foi de R$ 2,362 trilhões em maio, alta de 1,7% na comparação com abril e crescimento de 5,3% ante maio do ano anterior, enquanto o saldo das operações para pessoas jurídicas foi de R$ 1,816 trilhão em maio, subindo 0,7% na comparação mensal e crescendo 2,1% em termos anuais.

A taxa de inadimplência atingiu 2,3% do saldo total das operações de crédito, aumentando 0,1 ponto porcentual (pp) na comparação com abril e subindo 0,2 pp ante maio do ano anterior. Entre as pessoas físicas, a taxa atingiu 3% (+0,1 pp no mês jurídicas a inadimplência atingiu 1,5% (+0,2 pp no mês).

  • Custo médio da dívida pública total sobe para 7,34% ao ano em abril

O custo médio da dívida pública total em 12 meses teve alta, passando de 7,22% ao ano, no acumulado até abril para 7,34% ao ano em maio, segundo dados do Tesouro Nacional.

Na dívida interna o custo teve alta passando de 7,26% para 7,55%.

Na dívida externa, o custo médio teve queda passando de 6,15% para 2,81%, devido, principalmente, à depreciação do dólar em relação ao real de 3,17%, em maio de 2021, contra uma depreciação de 0,01% ocorrida no mesmo período do ano anterior.

Ásia

=> Os resultados de indicadores dos países asiáticos saem após o encerramento das negociações das Bolsas ocidentais, em virtude do fuso horário, portanto, apenas  disponíveis no próximo dia, aguarde para mais atualizações…

Deixe um comentário