Hidrovias do Brasil continua operando com todos os comboios no Corredor Sul

LinkedIn

A Hidrovias do Brasil vem, diante de notícias veiculadas em diversos canais de mídia acerca de “aumento da crise hídrica no Brasil”, em especial na região hidrográfica do Paraná.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:HBSA3) nesta quarta-feira (02). Confira o documento na íntegra.

A manifestação da empresa ocorre após ANA (Agência Nacional de Águas) ter declarado situação crítica na bacia do Paraná, a Companhia continua operando com todos os comboios no Corredor Sul, que segue em situação atípica desde o ano passado, bem como não opera nas regiões onde os reservatórios hidrelétricos citados nas notícias estão alocados e que, portanto, não observou até o momento nenhum impacto direto em suas operações que estejam relacionados aos temas mencionados em tais notícias.

A Companhia adquiriu operação da Imperial Shipping Paraguay S.A., contemplando a aquisição de 7 empurradores troncais (que navegam em 6,5 pés) e 84 barcaças com tampas, praticamente dobrando a capacidade da Companhia no corredor Sul, reforçando seu posicionamento estratégico no corredor e complementando sua frota atual, dando mais flexibilidade para sua operação e permitindo navegação em cenários ainda mais restritivos que esse observado atualmente.

A Companhia reafirma o seu compromisso de manter o mercado informado acerca de todo e qualquer tema que seja de interesse do mercado e a área de Relações com Investidores está à disposição para sanar qualquer outra dúvida relacionada ao tema.

Hidrovias do Brasil (HBSA3): prejuízo líquido de R$ 183 milhões no 1T21, alta de 44,4%

Hidrovias do Brasil registrou prejuízo líquido de R$ 183 milhões no primeiro trimestre de 2021, uma alta de 44,4% em relação ao prejuízo líquido de RS 126,7 milhões que registrou no mesmo período de 2020.

receita líquida da empresa no primeiro trimestre de 2021 alcançou R$ 199,6 milhões, em queda de 6,5% sobre o resultado de um ano antes.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – alcançou R$ 59,7 milhões, ante R$ 4,8 milhões registrado no primeiro trimestre de 2020.

Deixe um comentário