Mercados mundiais em compasso de espera, antes da Reunião do Federal Reserve.

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas na Ásia tiveram um fechamento misto na terça-feira, com os mercados chineses perdendo terreno, enquanto várias “big techs”, incluindo a Apple, ajudaram a empurrar o S&P 500 para outro recorde de alta.

Na China continental, o composto de Xangai caiu 0,92%, para 3.556,56 pontos, enquanto o Shenzhen Component caiu 0,86%, para 14.673,34 pontos. O índice Hang Seng de Hong Kong caiu cerca de 0,71%. Os investidores em Hong Kong e Xangai acompanhavam de perto relatos de um possível vazamento na Usina Nuclear de Taishan, na província de Guangdong, perto de Hong Kong. A líder de Hong Kong, Carrie Lam, disse que dados do Observatório de Hong Kong e de outros departamentos mostraram que até a noite de segunda-feira, os níveis de radiação na cidade estavam normais depois que o operador da usina disse que estava lidando com um “problema de desempenho”, mas que a usina estava operando dentro dos parâmetros de segurança.

O Nikkei do Japão ganhou 0,96%, encerrando o dia em 29.441,30 pontos, enquanto o índice Topix avançou 0,8% para fechar em 1.975,48 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul teve alta de 0,20% no dia, para 3.258,63 pontos.

O S & P / ASX 200 saltou 0,92% para fechar em 7.379,50 pontos. A ata da reunião de política monetária do banco central de junho, mostrou que os membros do conselho do Reserve Bank of Australia concordaram que seria “prematuro” considerar a interrupção do programa de compra de títulos. Das 20 maiores empresas do mercado, apenas 2 fecharam em queda; a Telstra e a mineradora de ouro Newcrest. Rio Tinto foi o melhor das mineradores de minério de ferro, com um aumento de 1,2%, para US$ 126,48. BHP subiu 0,6% e Fortescue Metals adicionou 0,3%. Entre as produtoras de petróleo, Oil Search subiu 0,5%, Santos avançou 0,4%, enquanto Woodside Petroleum adicionou 0,6%.

As ações subiram na Índia e Taiwan, mas caíram em Jacarta e Bangkok.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão subiu cerca de 0,1%.

EUROPA: As bolsas europeias negociam entre altas e baixas nesta terça-feira, enquanto os investidores aguardam o início da reunião de política monetária do Federal Reserve dos EUA. O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,37% nas negociações matinais, com ações ligadas ao setor químicos subindo, enquanto ações de petróleo e gás caem.

O alemão DAX 30 sobe 0,47%, enquanto o francês CAC 40 avança 0,40%. O IBEX 35 da Espanha e o FTSE MIB da Itália recuam 0,46% e 0,14%, respectivamente.

Em Londres, o FTSE 100 avança 0,32%, apesar do recuo das ações ligadas às commodities. Anglo American cai 2,8%, Antofagasta recua 2%, enquanto BHP perde 0,6% e Rio Tinto tomba 0,5%. Entre as gigantes petrolíferas, BP cai 1,1% e Royal Dutch Shell cai 0,1%.

Dados mostraram que a inflação final alemã em maio ficou 2,4% ao ano, enquanto a inflação francesa ficou em 1,8%.

A disputa de 17 anos entre os EUA e a Europa sobre os subsídios de aviões ainda não acabou, mas uma trégua foi alcançada. A agência France-Presse relatou que os dois lados concordaram com uma trégua de 5 anos sobre os subsídios dados aos fabricantes Boeing e Airbus. O anúncio está previsto para ser divulgado durante a reunião do presidente Joe Biden com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen e é um sinal de seu desejo de melhorar as relações transatlânticas após vários contratempos durante o governo Trump e também é um desejo conjunto dos EUA e da Europa de voltar suas atenções para um inimigo comum, a China. As ações da Airbus sobem 1% em Paris e subiram 27% neste ano, na esperança de que a implantação de vacinas COVID-19 impulsione as viagens. As ações da Boeing sobem próximas a 1% no pré-mercado e subiram 15% este ano.

Os dois lados também tem outras disputas pendentes. O governo Trump impôs tarifas sobre o aço e o alumínio da UE que ainda não foram revertidas. Os dois lados também estão em desacordo sobre uma série de questões relativas ao setor de tecnologia, desde impostos, concorrência e até privacidade. Um alto funcionário da administração na Casa Branca disse que os dois lados mantiveram conversações construtivas sobre alumínio, mas que um acordo levará tempo.

EUA: Os mercados futuros dos índices de ações dos EUA operam com cautela nas negociações matinais de terça-feira, depois que o Nasdaq Composite e o S&P 500 registraram novos recordes de alta antes do início da reunião de política monetária do Federal Reserve.

Na segunda-feira, o S&P 500 subiu 0,18% para fechar em um novo recorde de alta, em 4.255,15 pontos, enquanto o Dow Jones caiu 0,25%.

O Nasdaq Composite ganhou 0,74% para fechar em uma alta recorde nunca registrada, em 14.174,14 pontos. Os investidores estão voltando para as ações de crescimento, à medida que os rendimentos dos títulos continuavam caindo. A taxa do Tesouro de 10 anos atingiu uma baixa de três meses na última sexta-feira, em 1,46% e estacionou em torno de 1,5% na segunda-feira. Os rendimentos caíram novamente na terça-feira, para 1,485%.

O bitcoin subiu para US $ 40.000 na segunda-feira depois que o CEO da Tesla, Elon Musk, disse no domingo que a empresa retomará as transações com bitcoin assim que confirmar que há um uso razoável de energia limpa pelos mineradores da moeda digital.

A reunião de política de dois dias do Federal Reserve começa hoje e finaliza amanhã. É o evento mais importante da semana. Não se espera que o banco central faça qualquer alteração em sua política, no entanto, os investidores estarão atentos aos comentários sobre taxas de juros, inflação e os planos de redução gradual do Fed.

Os investidores também estarão atentos a outro indicador de inflação que será divulgado nesta terça-feira. O Índice de Preços ao Produtor, que mede os preços pagos aos produtores em oposição aos preços ao consumidor e será divulgado às 9h30. As projeções é de que deva subir 0,5% em maio, de acordo com estimativas da Dow Jones. O núcleo do PPI, que exclui itens voláteis como alimentos, energia e serviços comerciais, deve aumentar 0,4%.

Em uma agenda cheia nesta terça-feira, dados de vendas no varejo de maio devem ser divulgados no mesmo horário. Economistas esperam queda de 0,7% para o mês passado. Excluindo os automóveis, os economistas esperam que as vendas no varejo de maio aumentem 0,5%. As vendas no varejo em abril permaneceram inalteradas à medida que o impulso dos pagamentos de estímulo aos americanos diminuiu. Ainda às 9h30 sairá o Empire State Manufaturing Index (mede a atividade manufatureira no estado de Nova York).

Às 10h15 será divulgado a produção industrial e a taxa da capacidade utilizada pelas fábricas, enquanto às 11h00 será divulgado o Business Inventories (mede a variação no valor de bens em estoques mantidos por fabricantes, atacadistas e varejistas). Uma leitura maior pode indicar uma falta de demanda do consumidor, No mesmo horário sairá o NAHB Housing Market Index ou índice do Mercado Imobiliário (HMI) da Associação Nacional de Construtoras (NAHB) composto por cerca de 900 construtoras. Valores acima de 50 indicam que os construtores têm uma visão positiva sobre mercado imobiliário dos EUA.

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:
Dow: -0,02%
SP500: +0,07%
NASDAQ: +0,13%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +0,91%
Brent: +0,89%
WTI: +0,82%
Soja: +0,85%
Ouro: +0,05%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário