Mercados mundiais sofrem pressão após declaração do FED

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam sem direção nesta na quinta-feira, depois que o Federal Reserve indicou que poderia aliviar os estímulos econômicos antes do que se pensava.

No Japão, o Nikkei caiu 0,93% para fechar em 29.018,33 pontos, enquanto o índice Topix caiu 0,62%, em 1.963,57 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul fechou em queda de 0,42%, em 3.264,96 pontos.

Na China Continental, as bolsas fecharam em alta. O composto de Xangai subiu 0,21%, para 3.525,60 pontos, enquanto o Shenzhen Component avançou 1,24%, para 14.472,37 pontos.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,19%. As negociações das ações da Next Digital em Hong Kong foi interrompida na quinta-feira, de acordo com um comunicado da bolsa, depois que o Apple Daily, publicado pela Next Digital, informou na quinta-feira que cinco de seus diretores, incluindo o editor-chefe e CEO, foram presos pela polícia de Hong Kong. A polícia de Hong Kong havia dito anteriormente que prendeu cinco diretores de uma empresa sem ser identificada por “conluio com um país estrangeiro ou com elementos externos que poderiam colocar em risco a segurança nacional”.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 caiu 0,37% e fechou em 7.359 pontos. As mineradoras de minério de ferro e ouro caíram na quinta-feira, embora os futuros de minério de ferro em alta tenham ajudado os titãs a reduzir suas perdas iniciais, enquanto ações de energia também recuavam após um desempenho misto dos preços do petróleo. BHP caiu 1,5%, Fortescue Metals recuou 1,3% e Rio Tinto perdeu 1,2%. Whitehaven Coal despencou 11,5% após corte na meta de produção. A Woodside Petroleum fechou em baixa de 2,3%, Santos caiu 1,9% e a Beach Energy caiu 2,6%. Um relatório de emprego surpreendentemente forte para maio mostrou um notável aumento de 115.000 empregos, bem acima dos 30.000 esperados, com a taxa de desemprego caindo de 5,5% para 5,1%. Esperava-se que permanecesse inalterado.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão caiu 0,58%.

EUROPA: A maioria das principais bolsas europeias negocia em baixa na quinta-feira, com os investidores europeus tendo a oportunidade de reagir à notícia de que o Federal Reserve poderia elevar as taxas de juros mais rápido do que o esperado nos EUA.

O Stoxx Europe 600, cujas empresas, segundo a FactSet, geram mais de um quinto de sua receita nos EUA, cai 0,22%. A maioria dos setores na Europa recua, embora o setor bancário sobem com perspectiva de aumento dos rendimentos de títulos e melhores margens. O alemão DAX 30 cai 0,13%, o CAC 40 da França recua 0,05%, o FTSE MIB da Itália perde 0,13%, enquanto o IBEX 35 da Espanha avança 0,37%.

Em Londres, o FTSE 100 perde 0,55%. As mineradoras continuam caindo com a notícia de que a China vai liberar metais industriais de suas reservas para manter os preços das commodities sob controle. Anglo American cai 2,6%, Antofagasta recua 2,5%, BHP perde 2,2% e Rio Tinto opera em baixa de 1,8%. Entre as produtoras de petróleo e gás, BP sobe 0,3% e Royal Dutch Shell avança 0,9%.

A inflação na zona do euro em maio subiu 0,3% no mês-a-mês e um aumento anual de 2% devido preços mais altos de energia e serviços, segundo dados finais do Eurostat, superando ligeiramente a meta do Banco Central Europeu.

EUA: Os futuros dos índices de ações caem nas negociações matinais de quinta-feira, depois que o Federal Reserve elevou as expectativas de inflação e projetou aumentos nas taxas já em 2023.

As ações dos EUA caíram durante a sessão regular de quarta-feira após a declaração inicial do Fed. O Dow Jones Industrial Average fechou o dia em baixa de 265 pontos, queda de 0,77%, para 34.033,67 pontos, após ter caído até 382 pontos durante o dia. O S&P 500 caiu 0,54% para 4.223,70. O Nasdaq Composite caiu 0,24% para 14.039,68 pontos. As bolsas recuperaram de suas mínimas intradiárias depois que o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que as projeções para aumentos futuros das taxas deveriam ser “tomadas com cautela” e reiterou que acredita que a alta da inflação seja transitória.

Powell também não disse quando o banco central começará a reduzir seu programa de compra de títulos, mas afirmou que o banco central continuará monitorando a recuperação econômica e fornecerá “aviso prévio” antes de anunciar quaisquer atualizações relacionadas à redução gradual.

O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subiu 1,566%, após manter-se abaixo de 1,50% por vários dias.

Na agenda econômica, às 9h30 sairá o índice de manufatura do Fed da Filadélfia, bem como os números de solicitações de seguro-desemprego. Espera-se que 360 mil pessoas desempregadas tenham feito a solicitação do benefício, abaixo dos 376 mil registrados no mês anterior.

ÍNDICES FUTUROS – 7h10:
Dow: -0,30%
SP500: -0,31%
NASDAQ: -0,47%

COMMODITIES:
MinFe Dailan:+1,03%
Brent: +0,05%
WTI: +0,10%
Soja: -0,79%
Ouro: -2,94%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário