Rede D'or aprova distribuição de Juros sobre o Capital Próprio no valor de R$ 156 milhões

LinkedIn

O Conselho de Administração da Rede D’or aprovou a distribuição de Juros sobre o Capital Próprio no montante bruto total de R$ 156.220.490,35, correspondentes a R$0,07924128620 por ação ordinária da Companhia.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:RDOR3) nesta terça-feira (22). Confira o documento na íntegra.

O montante total de Juros sobre o Capital Próprio ora declarado será imputado e deduzirá o valor dos dividendos obrigatórios do exercício social de 2021, e não será objeto de qualquer atualização monetária.

O pagamento dos Juros sobre Capital Próprio será efetuado em 05 de julho de 2021 e tomará como base a posição acionária final do dia 24 de junho de 2021, sendo que, a partir do dia 25 de junho de 2021 (inclusive), as ações ordinárias da Companhia passarão a ser negociadas ex-juros sobre o capital próprio.

O pagamento será feito pelo valor líquido, após deduzido o imposto de renda retido na fonte de acordo com a legislação vigente, exceto àqueles acionistas comprovadamente imunes ou isentos a tal tributação.

Lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no 1T21, alta de 254,6%

Rede D’or São Luiz registrou lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 254,6% em relação ao mesmo período de 2020.

“Além do sólido crescimento do resultado operacional, o lucro líquido foi positivamente impactado pelo anúncio do pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) anunciados no fim do primeiro trimestre. A taxa efetiva de imposto no trimestre foi de 15% ante 30% no mesmo trimestre do ano anterior”, apontou a companhia em seu relatório trimestral.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – também atingiu o recorde, somando R$ 1,134 bilhão nos meses entre janeiro e março, aumento de 86% na comparação com igual época de 2020. O Ebitda ajustado, por sua vez, cresceu 95,3%, para R$ 1,330 bilhão no primeiro trimestre.

receita líquida totalizou R$ 4,719 bilhões no primeiro trimestre deste ano, incremento de 43% ante o mesmo trimestre em 2020. Enquanto isso, as despesas gerais e administrativas expandiram 45,2% em um ano, para R$ 217,9 milhões o primeiro trimestre.

Deixe um comentário