Vale afirma que não foi formalmente citada sobre denúncia oferecida pelo MP-MG

LinkedIn

A Vale (BOV:VALE3) afirmou que ainda não foi formalmente citada sobre o eventual recebimento da denúncia oferecida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) contra a companhia e três diretores por suposto crime ambiental, informou a mineradora em nota enviada ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado).

“A Vale informa que ainda não foi formalmente citada em relação ao eventual recebimento da denúncia. A empresa reforça o seu compromisso com a sociedade e com o meio ambiente”, disse a mineradora.

A companhia foi denunciada pelo MP-MG junto com três dirigentes por supostos crimes ambientais no município de Nova Lima (MG), por poluição causada pela Usina de Pelotização da Fazenda Rio de Peixe, no Complexo Vargem Grande (MG).

Segundo o MP, a unidade teria emitido partículas poluentes de forma irregular, lançado efluentes sanitários no solo e causado poluição sonora noturna. Adicionalmente, a mineradora não teria tomado as medidas cabíveis para resolver os problemas.

É o segundo revés da Vale no Judiciário mineiro nesta semana. Na quarta-feira, a Justiça do Trabalho mineira condenou a mineradora a pagar indenização de R$ 1 milhão por danos morais para cada trabalhador morto no rompimento da barragem de Brumadinho, em 2019.

A companhia informou nesta quinta-feira estar sensível à situação dos atingidos, e que vem realizando acordos com os familiares dos trabalhadores vítimas da tragédia.

Vale: MP-MG oferece denúncia contra mineradora e 3 dirigentes por supostos crimes ambientais

O Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) ofereceu uma denúncia contra a Vale e três dirigentes da mineradora por supostos crimes ambientais. De acordo com o órgão, a empresa infringiu a lei ambiental através da emissão de poluentes no ar e no solo na Usina de Pelotização da Fazenda Rio de Peixe, no Complexo Vargem Grande, em Nova Lima (MG).

Segundo o MP-MG, a usina emitiu de forma irregular partículas e óxidos de nitrogênio entre os anos de 2011 e 2015. Essas partículas teriam atingido a região do condomínio Solar da Lagoa, em frente à usina, e teriam prejudicado a saúde dos moradores do local.

Vale supera estimativa e registra lucro de US$ 5,546 bilhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 2.220%

mineradora Vale registrou lucro líquido de US$ 5,546 bilhões, 2.220% em relação aos US$ 239 milhões do mesmo período de 2020. No trimestre anterior, a mineradora havia registrado ganhos de US$ 739 milhões.

Em reais, o lucro somou R$ 30,564 bilhões no primeiro, ante R$ 984 milhões no mesmo período de 2020.

Segundo a empresa, o lucro ficou acima principalmente devido a (a) despesas de Brumadinho, (b) encargos de impairment nos ativos dos negócios de Níquel e Carvão, ambos no 4T20, e (c) maior resultado financeiro, apesar do impacto da desvalorização cambial do Real em 9,6% na marcação a mercado de nossas posições de derivativos. Esses efeitos foram parcialmente compensados pelo menor EBITDA ajustado proforma.

Deixe um comentário