Assaí (ASAI3): lucro líquido de R$ 305 milhões no 2T21, crescimento de 62%

LinkedIn

O Assaí registrou lucro líquido de R$ 305 milhões no segundo trimestre deste ano, crescimento de 62% ante o mesmo período de 2020. O Ebitda ajustado, por sua vez, foi de R$ 793 milhões, um avanço de 33%, com margem de 7,9%, um ganho de 0,7 ponto porcentual.

No entanto, a companhia teve reconhecimento de créditos fiscais no trimestre, devido à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a inconstitucionalidade da inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS e da COFINS. Assim, em 30 de junho de 2021, a Companhia registrou contabilmente o crédito de R$ 62 milhões.

A receita líquida avançou 21,9% no comparativo trimestral, para R$ 10,05 bilhões. A companhia afirma que o resultado reflete fatores como a expansão registrada no último ano, com abertura de 19 novas lojas, e o ganho de participação de mercado. Esse resultado é impulsionado principalmente pela alta performance da expansão orgânica (+13,2%), refletindo a acelerada maturação das 19 lojas inauguradas nos últimos 12 meses, além da maior participação de clientes consumidor final e de um patamar ainda elevado de inflação.

As vendas líquidas totalizaram R$ 19,5 bilhões, um crescimento de 21,6% em relação ao 1S20 e de 51,6% em comparação com o 1S19. Esse desempenho foi impulsionado pela expressiva performance das lojas inauguradas nos últimos 12 meses (+12,6%) e pelo resultado consistente das vendas ‘mesmas lojas’ (+10,2%).

Já o Ebitda registrou alta de 47,1% no período em relação ao mesmo período do ano passado, e lucro de R$ 763 milhões, entre abril e junho.

No trimestre, o faturamento da companhia atingiu R$ 10,9 bilhões, incremento de R$ 1,9 bilhão. A receita líquida, por sua vez, teve crescimento de 22%, sendo 13,2% vindos da abertura de novas lojas e 9,2% da alta de vendas das lojas que já estavam abertas um ano antes.

Os resultados do Assaí (BOV:ASAI3) referentes suas operações do segundo trimestre de 2021 foram divulgados no dia 28/07/2021. Confira o Press Release completo!

Teleconferência

Para o segundo semestre, a expectativa é de abrir entre 22 e 25 novas lojas. No segundo trimestre deste ano, o grupo encerrou com 187 lojas. O presidente da rede Assaí, Belmiro de Figueiredo Gomes, afirmou que a expansão orgânica tem sido um dos principais motores de crescimento do grupo.

“Temos 25 obras em andamento neste momento em 14 Estados. Nos últimos 12 meses, adicionamos 100 mil metros quadrados de área de vendas”, disse Gomes, em teleconferência.

“Vimos uma rampa de vendas acelerada em termos do que a gente tinha previsto. Esse parque foi fundamental nos resultados do primeiro e segundo trimestre”, disse. O executivo destacou ainda que as lojas que foram abertas até agora se mostraram assertivas.

“A companhia estruturou a área de fusões e aquisições. Na expansão orgânica você escolhe melhor os pontos. A expansão orgânica tem sido uma das prioridades para expansão, mas não significa que estamos fechados para M&A. Sempre acompanhamos”, disse. Gomes destacou que o grupo continua olhando oportunidades de fusões e aquisições no mercado.

Aquisições são possíveis de acontecer, mas não são prioridades. “Se ela vier, vai ser sempre complementar à expansão orgânica”, disse.

O presidente da rede varejista apontou otimismo para o mercado no segundo trimestre, diante do avanço da vacinação no Brasil.

“Entre 6% e 7% do nosso volume total de venda ainda está prejudicado pela pandemia”, disse o executivo. “Temos expectativa muito boa de recuperação (nesses grupos), que, neste momento, estão com as atividades ou paralisadas ou com restrições”, disse.

Gomes ressaltou a forte alta de preços vivida pelos consumidores neste ano. “O nível de aumento de preço chegou no limite do bolso do consumidor. Vimos estabilidade dos preços em relação ao primeiro trimestre. O que houve no segundo trimestre foi movimentação de uma categoria para outra”, disse.

“Estamos com expectativa diferente do que aconteceu (até agora). Uma manutenção nos preços de mercadoria e se tiver elevação, uma pequena taxa”, destacou Wlamir dos Anjos, diretor comercial do grupo.

VISÃO DO MERCADO

Ágora Investimentos

O Assaí segue apresentando forte crescimento de dois dígitos, sustentado por sua exposição de 100% ao segmento de C&C (Cash & Carry ou “atacarejo”) de alto crescimento e rápida expansão de lojas. Com 19 inaugurações nos últimos 12 meses e aproximadamente mais 25 até o final do ano, continuamos convencidos de que há muito potencial de crescimento por meio de lojas adicionais.

Vemos o Assai como uma das ações mais atraentes em nosso universo de cobertura do setor, negociando com múltiplo P/L 2022 de 16x, enquanto oferece CAGR (taxa média de crescimento anual) de 3 anos para o lucro de 18%.

Ágora mantém recomendação de compra, com novo preço-alvo de R$ 130,00.

Ativa 

Assaí apresentou mais um resultado que mostra estar em linha com nossa tese de investimento. Além da força no SSS, a companhia vem mostrando resultado a resultado a eficiência da sua expansão orgânica. Com isso, com a maioria das aberturas projetadas para 2021 já em fase de obras, devemos continuar vendo fortes resultados trimestrais da empresa.

Em relação ao B2B, à medida que a confiança do consumidor retorna, devemos ver o volume de bares e restaurantes retornando, e portanto, podemos vislumbrar um significativo avanço nessa frente de atuação.

Ademais, a forte geração de caixa nos deixa otimista com o plano de expansão orgânica, desalavancagem e possibilidade de futuras aquisições em um cenário de consolidação do setor de atacarejo. Devido a isso, esperamos uma recepção positiva do mercado para o resultado.

BTG Pactual 

As perspectivas de curto prazo para o Assaí devem seguir fortes apesar da desaceleração da inflação de alimentos no país, com nossa visão estrutural positiva baseada em quatro pilares: forte histórico de execução (apresentando crescimento consistente de dois dígitos e melhora de margem nos últimos anos); alta produtividade da loja (acima dos principais pares); exposição pura ao atacarejo (formato de maior crescimento no varejo alimentar); e muito espaço para entregar uma expansão consistente (esperamos que a área de vendas cresça 13% ao ano até 2025, enquanto a empresa deve abrir 28 lojas em 2021).

Vemos o Assaí sendo negociado com um valuation atrativo de 13x P/L 2022 e um índice PEG de 0,8x, com as ações também definidas para se beneficiar do processo de desalavancagem da empresa nos próximos anos.

BTG Pactual tem recomendação de compra com preço-alvo de R$ 105,00…

Eleven Financial 

O Assaí reportou receita líquida de acordo com nossas estimativas e consenso, totalizando R$ 10 bilhões de reais, impulsionado pela operação das 19 novas lojas que contribuíram para o crescimento orgânico de 13,2% no trimestre.

Ressaltamos que existe um valor incremental de R$ 40 milhões referente à parcela de um crédito tributário reconhecido na receita, sendo o restante, R$ 22 milhões, reconhecido no resultado financeiro.

Seguimos construtivos com a tese da companhia devido a excelente execução da estratégia comercial e de expansão.

Eleven mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 128,00…

Genial Investimentos 

O Assaí apresentou sólidos resultados neste trimestre, seguindo em linha com seu plano de expansão, mantendo crescimento consistente com rentabilidade e geração de caixa. Com a abertura de 19 novas lojas nos últimos 12 meses, além das 25 em fase de construção, o resultado da companhia superou a expectativa do mercado.

Impulsionado pela alta performance da expansão orgânica e a performance ´mesmas lojas´ (+9,2%) também contribuindo para o aumento de vendas, a receita líquida no trimestre superou os R$ 10b, registrando um crescimento a/a de 22%. Demonstrando ainda eficiência operacional e efetividade em seu plano de expansão orgânica, o Assaí reportou um EBITDA de R$ 763m, acima dos R$ 703m esperados pelo mercado, implicando em uma valorização a/a de 47%.

Por último, destacamos o crescimento a/a no lucro líquido de 62%. Excluindo ainda os impactos dos créditos fiscais de R$ 41m, o lucro de R$ 264m segue acima do consenso, ressaltando sua efetividade operacional, mantendo um crescimento consistente com rentabilidade.

XP Investimentos 

O Assaí reportou resultados sólidos, levemente acima das nossas expectativas e do consenso. A receita líquida cresceu 22% A/A, impulsionada pelo crescimento de vendas mesmas lojas em +9% A/A e 19 novas lojas nos últimos 12 meses.

Ambas as margens bruta e EBITDA expandiram A/A (+0,6p.p. e +0,3p.p., respectivamente) levando a um crescimento do lucro líquido de 40% A/A, excluindo um efeito não recorrente (reconhecimento de um crédito fiscal de R$62 milhões).

Finalmente, nós destacamos que a companhia iniciou seu plano de expansão para 2021, com a abertura de 3 lojas no trimestres e 25 em construção (em linha com o direcionamento da companhia de 25-28 aberturas no ano).

Esperamos que a companhia continue a entregar resultados sólidos enquanto nós acreditamos que o segmento do Atacarejo esteja melhor posicionado para o crescimento no curto prazo com a recuperação da demanda de B2B com a reabertura e vacinação.

XP mantém recomendação de compra para Assaí, com preço-alvo a R$ 120,00…

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário