BR, após a oferta, terá mais de dois mil investidores institucionais e mais de 60 mil investidores individuais

LinkedIn

Em cerimônia de toque de campainha na B3, que foi transmitida pela internet, Wilson Ferreira, presidente da BR, deu início ao processo de venda das ações que a Petrobras tem na companhia, que somam 37,5% do capital. Até segunda-feira, serão ofertadas ao mercado pouco mais de 436 milhões de ações que vão render à estatal cerca de R$ 11,4 bilhões.

Segundo o executivo, a operação da BR marca o primeiro processo de privatização via mercado de capitais. Em uma cerimônia curta, ele destacou que a BR, após a oferta, vai ter mais de dois mil investidores institucionais e mais de 60 mil investidores individuais.

– Em quatro anos, foi feita a privatização de uma empresa via mercado de capitais. Foi a primeira operação do tipo em 130 anos da Bolsa, a B3. Países que optaram pela privatização em Bolsa cresceram mais. Essa é a primeira de uma série de transações no Brasil, como a da Eletrobras – disse Ferreira, que já presidiu a estatal do setor elétrico.

Ação da BR Distribuidora sai a R$ 26 e oferta da Petrobras movimenta R$ 11,4 bilhões

A ação da BR Distribuidora teve preço fixado em R$ 26 no ‘follow-on’. A operação marca a saída total da Petrobras da distribuidora com a venda dos 37,5% que a petroleira detinha.

A Petrobras levanta com a operação R$ 11 bilhões e 358 milhões.

“O percentual das ações a ser ofertado pela Petrobras no âmbito da Oferta será de 37,5% do capital social da BR, que corresponde à totalidade da participação atualmente detida pela Petrobras na BR”, afirmou a estatal.

Informações O Globo

Deixe um comentário