BRF vai investir R$ 18,8 milhões na modernização de sua unidade de margarinas em Paranaguá

LinkedIn

A BRF vai investir R$ 18,8 milhões na modernização de sua unidade de margarinas em Paranaguá, no litoral do Paraná. Em nota, a empresa disse que o investimento integra um total de R$ 292 milhões anunciados em maio pelo CEO da BRF, Lorival Luz, ao governador Ratinho Júnior, para modernização e ampliação das unidades da companhia no Paraná até 2022. O anúncio foi feito ao prefeito Marcelo Roque.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:BRFS3) nesta quinta-feira (29).

“A BRF tem presença relevante em Paranaguá, com uma das maiores plantas de margarina da América Latina”, disse Luz, destacando os 30 anos da marca Qualy. “Os investimentos são parte importante da Visão 2030, nosso plano de crescimento sustentável para chegar à receita de R$ 100 bilhões nos próximos 10 anos.”

Na nota, a BRF diz que a planta industrial da BRF em Paranaguá, inaugurada em 1982, iniciou a produção de margarinas em 1991. Hoje lidera o mercado brasileiro com as marcas Qualy, Claybom, Sofiteli, Deline e Bom Sabor, também exportadas para Chile, Uruguai, Paraguai e Angola.

A BRF pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 12 de agosto.

Lucro líquido de R$ 22 milhões no 1T21, revertendo prejuízo

A BRF, dona de Sadia e Perdigão, reportou ontem um lucro líquido de R$ 22 milhões no primeiro trimestre, mas os indicadores demonstraram os desafios de repassar o aumento de custos para o consumidor final. Nos três primeiros meses de 2020, a empresa divulgou prejuízo de R$ 38 milhões.

A disparada do preço dos grãos começou a afetar os resultados da BRF de modo mais notável, pressionando as margens da empresa.

Segundo a companhia, o trimestre ainda foi impactado por gastos associados ao combate dos efeitos da Covid-19, que foram de R$ 80 milhões. Excluindo-se esses impactos, haveria um lucro líquido de R$ 103 milhões.

 Informações Broadcast

Deixe um comentário